Jerônimo Coelho no Desterro em 1831

Norberto Ungaretti

Resumo


Ministro de Estado duas vezes, General do Exército, engenheiro militar, Deputado à assembléia Legislativa Provincial e à Assembléia Geral, este último mandato exercido em várias legislaturas, Diretor do Arsenal do Exército, Diretor da Fábrica de Pólvora de Estrela (Rio de Janeiro), Presidente da Província do Rio Grande do Sul e da Província do Pará, função que em ambas exerceu simultaneamente com as de Comandante das Armas (maior autoridade militar da área), fundador da imprensa catarinense e fundador também da Maçonaria em Santa Catarina, membro efetivo da mais importante instituição cultural do pais no século passado, o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Jerónimo Francisco Coelho possuía o mais opulento e variado currículo entre catarinenses do seu tempo.

Palavras-chave


Jerônimo Coelho; História; Biografia; Desterro;

Texto completo:

PDF/A

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia