O caso do menino Francisco e outras histórias: pais, filhos e irmão na família popular

Silvia Maria Favero Arend

Resumo


O relacionamento entre pais, filhos e irmão, provenientes das camadas populares, no Brasil tem sido percebido pelos outros grupos sociais, quase sempre, de forma negativa e preconceituosa. Os pais considerados irresponsáveis exploram os filhos, os espancam ou, ainda, os deixam morrer de fome...os filhos são rebeldes ou então são vistos como vítimas. Tais representações da família popular, ao longo do tempo, foram e continuam sendo produzidas e veiculadas por instituições religiosas, por instituições filantrópicas, por intelectuais, pela escola, pela mídia, pelo sistema judiciário, etc. Mas será que tais imagens reproduzem as experiências vivenciadas pelos populares no seu cotidiano'? Neste artigo através da memória dos populares resgatada nos processos criminais expedidos pela  comarca da cidade de Porto Alegre (RS), entre 1886 e 1906, procurar-seá conhecer as relações que se estabeleciam entre pais, filhos, irmãos e outros personagens como tutores, criadeiras e padrinhos'. Esta reflexão objetiva trazer contribuições que ampliem a discussão.

Palavras-chave


Família; Sociedade; Relações;

Texto completo:

PDF/A

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia