Preservação de acervos micrográficos um enfoque no Laboratório de Reprografia da Universidade Federal de Santa Maria

Camila Anibale Perlin, Carlos Blaya Perez

Resumo


 Esta pesquisa aborda a preservação de acervos micrográficos e um breve panorama da sua importância para a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), tem como objetivo principal estudar a preservação das microformas para a salvaguarda do patrimônio documental da instituição. Num primeiro momento, ocorreu um estudo da instituição e do acervo micrográfico e, em seguida, foram verificados os procedimentos adotados pelo Laboratório de Reprografia, com vista a avaliar os dados pertinentes e identificando o modo como os procedimentos são seguidos pelo laboratório no acondicionamento das microformas. Desta forma, foi possível identificar a importância da microfilmagem para a instituição, e constatando que a microfilmagem de documentos é uma forma viável para a preservação da informação arquivística e para salvaguarda do patrimônio documental da instituição.

 


Palavras-chave


Patrimônio Documental; Preservação; Microfilme.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANDRADE, M. M. Introdução à metodologia do trabalho cientifico: elaboração de trabalhos na graduação. 10 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

BELLOTTO, H. L. Arquivos permanentes: tratamento documental. 4 ed., Rio de Janeiro: FGV, 2007.

BERNARDES, I. P. (Coord.). DELATORRE, H. Gestão Documental Aplicada. São Paulo: Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2008.

BRASIL. Lei n. 5.433, de 8 de maio de 1968. Altera a legislação tributária federal. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasilia, DF, 9 de maio de 1968. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2012.

BRASIL. Decreto n. 1.799 de 30 de janeiro de 1996. Altera a legislação tributária federal. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasilia, DF, 1 de fevereiro de 1996. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2012.

CASSARES, N. C. Como fazer conservação preventiva em arquivos e bibliotecas. São Paulo: Arquivo do Estado, 2000 (Projeto Como Fazer, v. 5).

DANZIN, N. K. LINCOLN, Y. S. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1991.+

OGDEN, S. Meio ambiente. 2. ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001b (Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, 14 a 17).

OLIVEIRA. M. L. C., Teoria e prática de microfilmagem. Rio de Janeiro: FGV, 1978. Ed revista e atual.

PAVÃO, P. Conservação de coleções de fotografia. Lisboa: DINALIVRO, 1997.

REILLY, J. M. Guia do Image Permanence Institute (IPI) para armazenamento de filmes de acetato. 2. ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001 (Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, 40).

SCHELLENBERG, T. R. (Theodore R.), 1903-1970. Arquivos Modernos: princípios e técnicas/ T.R. Schellenberg; tradução de Nilza Teixeira Soares. 6. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2006.

UNESCO. Memória Do Mundo: diretrizes para a salvaguarda do patrimônio documental. Divisão da Sociedade da Informação, 2002.

Universidade Federal de Santa Maria, Patrimônio Arquivístico da UFSM. Registro de autoridade. Disponível em: . Acesso em: 08 ago. 2012.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia