O lugar do arquivo pessoal nos cursos de Arquivologia do Brasil

Gabrielle Francinne de Souza Carvalho Tanus

Resumo


O campo da Arquivologia tem dado pouca importância aos arquivos pessoais e/ou literários, priorizando suas discussões em eventos, publicações, e, sobretudo, o ensino em torno dos arquivos administrativos e públicos. Assim, este trabalho tem como objetivo discutir a importância dos arquivos pessoais nos currículos dos cursos de Arquivologia, bem como reforçar a importância dos acervos dos arquivos pessoais, e da multiplicidade dos documentos de arquivos como fonte de pesquisa e construção da memória. Para tanto, o método adotado foi da pesquisa bibliográfica, a fim de construir um texto de caráter teórico-crítico que demonstre a importância dos arquivos pessoais. Tais arquivos compostos por acervos heterogêneos – arquivísticos, bibliográficos e museológicos, suscitam uma equipe transdisciplinar. Assim, acredita-se que este momento, de criação de mais cursos de graduação, deveria contribuir para a visibilidade dos arquivos pessoais no campo e no ensino da Arquivologia.


Palavras-chave


Arquivos Pessoais; Arquivos Literários; Arquivologia; Ensino da Arquivologia

Texto completo:

PDF/A

Referências


ARTIÉRS, Philippe. Arquivar a própria vida. Revista Estudos históricos, v.11, n. 21, 1998.

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. A Perspectiva de estudos sobre os sujeitos na Arquivologia, na Biblioteconomia e na Museologia. Em questão, v.19, n.1, 2013.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivos pessoais em face da teoria arquivística tradicional: debate com Terry Cook. Revista Estudos históricos, v.11, n. 21, 1998.

BRASIL. PROFISSÕES. Arquivista. Disponível em: www.brasilprofissoes.com.br/ arquivista‎. Acesso em: 03 de nov. 2013.

COOK, Terry. Arquivos pessoais e arquivos institucionais: para um entendimento arquivístico comum da formação da memória em um mundo pós-moderno. Revista Estudos Históricos, v. 11, n. 21, p. 129-149, 1998.

CHAUÍ, Marielena. Prefácio. In: BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade: lembrança de velhos. São Paulo: Companhia das letras, 2003. p. 17-36.

DELGADO GÓMEZ, A.; CRUZ MUNDET, J.R. El archivo como construcción social. Candelaria: Asarca, 2010.

DELMAS, Bruno. Arquivos para quê?: textos escolhidos. Trad. Danielle Ardaillon. São Paulo: Instituto Fernando Henrique Cardoso, 2010.

DERRIDA, Jacques. Mal de arquivo: uma impressão freudiana. Rio de Janeiro: RelumeDumará, 2001.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 22 ed. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. 14. ed. São Paulo: Loyola, 2004.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Vértice, 2010. 189p.

HEYMANN, Luciana Quillet. O lugar do arquivo: a construção do legado de Darcy Ribeiro. Rio de Janeiro: Contra Capa/FAPERJ, 2012. 238 p.

JAGUARIBE, Helio. A cultura do papel. Rio de Janeiro: Fundação Eva Klabin Rapaport: Casa da Palavra, 1999. 192 p.

JARDIM, José Maria. A universidade e o ensino da Arquivologia no Brasil. In: JARDIM, José Maria (Org.). A formação do arquivista no Brasil. Rio de Janeiro: UFF, 1999.

KETELAAR, Eric. Narrativas tácitas: los significados de losarchivos. Tabula, Salamanca, n. 10, p.137-147, 2007.

KUNDERA, Milan. O livro do riso e do esquecimento. São Paulo: companhia das Letras, 2008. 265 p.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 5 ed. Campinas: Editora UNICAMP, 1998.

MARQUES, Angélica Alves da Cunha. Cursos de Arquivologia no Brasil; Adaptações curriculares. In: VENÂNCIO, Renato; NASCIMENTO, Adalson (Org.). Universidades & Arquivos: gestão, ensino e pesquisa. Belo Horizonte: Escola de Ciência da Informação/UFMG, 2012.

MARQUES, Angélica Alves da Cunha. Os espaços e os diálogos da formação e configuração da Arquivística como disciplina no Brasil. 2007. 298 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade, e Ciência da Informação e Documentação, Brasília, 2007.

MARQUES, Reinaldo. Acervos literários e imaginação histórica: o trânsito entre os saberes. Ipotesi: revista de estudos literários, Juiz de Fora, v. 4, n. 2, jul./dez. 2000. p. 29-37.

MARQUES, Reinaldo. O arquivamento do escritor. In: SOUZA, Eneida Maria de; MIRANDA, Wander Mello (Org). Arquivos literários. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003. p. 141-156.

MARQUES, Reinaldo. Arquivos literários e reinvenção da literatura comparada. In: XIII Congresso Internacional da Abralic: Internacionalização do Regional, Campina Grande-PB, julho de 2013 (inédito).

MATOS, Maria Teresa Navarro de Britto. Panorama histórico da formação arquivística nas Américas. 2008. Disponível em: www.aag.org.br/anaisxvcba.pdf. Acesso em: 5 nov. 2013.

MURGUIA, Eduardo Ismael (Org.). Memória: um lugar de diálogos para arquivos, bibliotecas e museus. São Carlos: Compacta, 2010.

NEGREIROS, Leandro R.; ARREGUY, Cintia A. C.; SILVA, Welder. Metodologia para análise, avaliação e reestruturação curricular de cursos de Arquivologia: a experiência do curso de Arquivologia da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. In: V Congresso Nacional de Arquivologia, Salvador, 2012.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Segunda consideração intempestiva: da utilidade e desvantagem da história para a vida. Rio de Janeiro: ReluméDumará, 2003.

NORA, Pierre. Entre história e memória: a problemática dos lugares. Revista Projeto História. São Paulo, v.10, p.7-28, dez. 1993.

SOUZA, Katia Isabelli Melo de. Arquivista, visibilidade profissional: formação, associativismo e mercado de trabalho. Brasília, D.F.: Starprint, 2011. 252 p.

TANUS, Gabrielle Francinne de S.C. Análise da influência acadêmico-institucional nos cursos de Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia do Brasil. 242 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Belo Horizonte 2013.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia