Inserção profissional e contribuições teóricas do arquivista na gestão documental do poder judiciário

Otacílio Guedes Marques, Miriam Paula Manini

Resumo


O presente artigo apresenta levantamento referente à inserção profissional e às contribuições teóricas dos arquivistas à gestão documental no Poder Judiciário. Buscou-se, inicialmente, contextualizar a trajetória da disciplina no Brasil, apresentando os principais momentos da sua consolidação, por meio das ações do Arquivo Nacional, do associativismo, até a criação dos cursos superiores de bacharelado em Arquivologia. Busca-se identificar, sistematizar e analisar o surgimento e a consolidação da Arquivologia no Brasil, nos ambientes acadêmico e profissional, passando por sua inserção até sua consolidação no Poder Judiciário, desenvolvendo-se por meio do levantamento e análise: a) dos editais dos concursos públicos dos órgãos do Poder Judiciário brasileiro, realizados entre os anos de 1999 a 2014, para o provimento do cargo de Analista Judiciário – Especialidade arquivista; b) e dos eventos com temáticas arquivísticas (Congressos, Seminários, Fóruns etc.) tratando dos arquivos do Poder Judiciário. Nesse sentido, pretende-se fundamentar como os profissionais, o trabalho e a prática arquivística nos órgãos do Poder Judiciário vêm sendo tratados e inseridos nessas instituições.


Palavras-chave


Arquivista; Arquivologia; Inserção Profissional; Poder Judiciário

Texto completo:

PDF/A

Referências


AAB. Anais do 1º Congresso Brasileiro de Arquivologia, Rio de Janeiro – 15 a 20 de outubro de 1972. Brasília, 1979.

AAB. Anais do 7º Congresso Brasileiro de Arquivologia, Brasília/DF – 12 a 16 de junho de 1988. Brasília, 1988.

BRASIL. Lei n.º 6.546, de 4 de julho de 1978. Dispõe sobre a regulamentação das profissões de Arquivista e de Técnico de Arquivo, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2015.

BRASIL. Lei n.º 8.159, de 09 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, v. 29, n. 6, p. 455, jan. 1991, Seção I.

CONGRESSO BRASILEIRO DOS ARQUIVOS DO PODER JUDICIÁRIO, 1., 2001, Brasília, DF. I Congresso [...] para o século XXI. Brasília: Grupo de Trabalho dos Arquivos do Poder Judiciário, 2001.

III CONGRESSO BRASILEIRO DOS ARQUIVOS DO PODER JUDICIÁRIO, 3., 2013, STJ, Brasília, DF. Carta de Recomendações. Brasília: STJ, 2013. Disponível em: . Acesso em: 22 mar. 2015.

COSTA, Nathaly Rodrigues da. O arquivista para as instituições dos Poderes Judiciário e Legislativo Federal: da formação profissional às demandas do mundo do trabalho. Informação Arquivística, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 32-54, jul./dez., 2013.

GOMES, Yuri Queiroz. Ação associativa nos processos de institucionalização do campo arquivístico no Brasil: 1971-1978. In. MARQUES, Angelica A. C.; RODRIGUES, Georgete M.; SANTOS, Paulo R. E. (Orgs.). História da Arquivologia no Brasil: instituições, associativismo e produção científica. Rio de Janeiro: Associação dos Arquivista Brasileiros, 2014, p. 101-122

MARQUES, Angelica Alves da Cunha. Interlocuções entre a Arquivologia nacional e a internacional no delineamento da disciplina no Brasil. Brasília: FCI/UnB, 2011.

MARQUES, Angelica Alves da Cunha. A Arquivologia brasileira: busca por autonomia científica no campo da informação e interlocuções internacionais. Rio de Janeiro: Associação dos Arquivistas Brasileiros, 2013.

SOARES, Nilza Teixeira. Arquivos judiciários. In: Anais do 3º Congresso Brasileiro de Arquivologia, Rio de Janeiro – 17 a 22 de outubro de 1976. Rio de Janeiro, 1979. p. 367-372.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 ÁGORA, ISSN 0103-3557, Florianópolis



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia