Cartão de visita dos arquivos: análise dos guias de Arquivos Catarinenses

Leolibia Luana Linden, Luciane Paula Vital

Resumo


Para que seja possível viabilizar o acesso e consulta aos arquivos, é fundamental que o usuário conheça a estrutura lógica sobre a qual o acervo está organizado. Entre as atividades intelectuais que compõe esta estrutura está a descrição arquivística, responsável por apresentar o acervo a partir da criação de representações que evidenciem seu contexto e conteúdo, resultando em instrumentos de pesquisa. A presente pesquisa tem por objetivo analisar a forma de desenvolvimento do instrumento de pesquisa denominado guia nos arquivos do Estado de Santa Catarina registrados no Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos, do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ). Relata a importância e o formato de diferentes instrumentos de pesquisa. Cria um checklist contendo informações básicas a constar em um instrumento de pesquisa guia, a partir da literatura analisada. O corpus da pesquisa é formado por seis arquivos que possuíam o instrumento de pesquisa guia ou informações em sítio institucional que correspondesse ao que foi analisado. A contribuição desse artigo visa destacar que os arquivos têm muito a evoluir desde a concepção do instrumento de pesquisa guia até seu desenvolvimento e divulgação.

 


Palavras-chave


Descrição Arquivística; Instrumento de Pesquisa; Guia; Arquivologia; Arquivos públicos

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANDRADE, R. S. ; SILVA, Rubens R. G. da. Uma nova geração de instrumentos arquivísticos de referência: a publicação dos produtos das descrições arquivísticas em meio eletrônico. In: SILVA, Rubens R.G.; et al. (Org.). Cultura, Representação e Informação Digitais. 1. ed. Salvador, BA: EDUFBA. 2010.v. 1, p. 163-184. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2014.

ARQUIVO NACIONAL. Conselho Nacional de Arquivos. NOBRADE: Norma Brasileira de Descrição Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2006. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2014.

ARQUIVO NACIONAL. Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2014.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivos permanentes: tratamento documental. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

CONSELHO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS. ISAD(G): norma internacional de descrição arquivística. 2.ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2000. (Publicações técnicas, n. 49). Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2014.

CONSELHO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS. ISAAR(CPF): Norma Internacional de Registro de Autoridade Arquivística para entidades coletivas, pessoas e famílias. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1998. (Pub. Técnicas, 49). Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2014.

DURANTI, L.Origin and development of the concept of archival description. Archivaria: the journal of the Association of Canadian Archivists, Ottawa, n.35, p.47-54, 1993.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010. 176 p.

HERRERA, Antonia Heredia. Archivistica general. Teoria y practica. Sevilla: Diputación de Sevilla, 1991.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do Trabalho Científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório publicações e trabalhos científicos. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

LEÃO, F. C. A representação da informação arquivística permanente: a normalização descritiva e a ISAD (G). São Paulo: [s.n.], 2006. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2014.

LOPES, Luis Carlos. A nova arquivística na modernização administrativa. 2. ed. Brasília: Projeto Editorial 2009. 416p.

LOPEZ, André Porto Ancona. Como descrever documentos de arquivo: elaboração de instrumentos de pesquisa. São Paulo: Arquivo do Estado; Imprensa Oficial do Estado, 2002. 60 p. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2014.

MICHEL, Maria Helena. Metodologia e pesquisa científica em Ciências Sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. São Paulo: Atlas, 2005.

MIGUEIS, Maria Amélia Porto. Roteiro para elaboração de instrumentos de pesquisa. Arquivo & Administração. Rio de Janeiro, v.5, n. 2, p.7-20, ago. 1976. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2014.

ROUSSEAU, Jean-Yves; COUTURE, Carol. Os Fundamentos da Disciplina Arquivística. Lisboa, Publicações D. Quixote, 1998.

SCHELLENBERG, Theodore Roosevelt. 1903-1970. Documentos públicos e privados: arranjo e descrição / T. R. Scellenberg; trad. De Manoel A. Wanderley. – Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1980.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia