Registros civis públicos: a situação dos arquivos no núcleo da região metropolitana de Florianópolis.

Camila Schwinden Lehmkuhl, Eva Cristina Leite da Silva

Resumo


Os documentos de registro civil surgiram oficialmente no Brasil a partir do ano de 1888 e são os responsáveis por registrar as diversas etapas da vida dos cidadãos, desde seu nascimento, casamentos, até sua morte. Com vistas ao valor probatório que possuem esses registros, o presente artigo discorre sobre uma pesquisa realizada nos arquivos de Cartórios de Registro Civil participantes do núcleo da Região Metropolitana de Florianópolis. O objetivo é identificar as práticas adotadas para gestão documental arquivística nesses estabelecimentos com foco na conservação, organização e recuperação da informação. A metodologia utilizada para o levantamento de dados foi entrevista e visita às unidades cartoriais selecionadas, acompanhadas de preenchimento de formulário. A partir dos resultados obtidos, foram abordados, de acordo com referências e autores da área, métodos e meios que podem ser seguidos para melhoria da gestão documental nessas unidades, evitando-se ao máximo a perda documental e possibilitando o acesso à informação desses registros fundamentais a garantia dos direitos na sociedade, registro permanente da memória, e um patrimônio documental e cultural de todo o povo brasileiro. 


Palavras-chave


Registro Civil; Cartório; Arquivo; Acesso à Informação; Preservação

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANJOS, Silvestre Gomes dos. Fé pública. Âmbito jurídico. Rio Grande do Sul, n. 94, nov. 2011. Disponível em: . Acesso em: 30 jan. 2016.

AZEVEDO, Dermi. A Igreja Católica e seu papel político no Brasil. Estudos avançados. São Paulo, v. 18, n. 52, dez. 2004. Disponível em: . Acesso em: 05 nov. 2013.

BEVILAQUA, Clovis. Teoria geral do direito civil. São Paulo: Servanda, 2007, 455 p.

BELLOTTO, Heloísa L. Arquivos permanentes: tratamento documental. 4. ed. Rio de Janeiro, FGV, 2006.

BRASIL. Arquivo Nacional. Dicionário brasileiro de terminologia arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005. 232 p. Disponível em: . Acesso em: 24 fev. 2016.

BRASIL. Arquivo Nacional. Conselho Nacional de Arquivos. Recomendações para a produção e o armazenamento de documentos de arquivo. Rio de Janeiro, 2005. 20 p. Disponível em: < http://www.conarq.gov.br/publica% C3%A7%C3%B5es-2/123-publica%C3%A7%C3%B5es-campanha/35-recomenda %C3%A7%C3%B5es-para-a-produ% C3%A7%C3%A3o-e-o-armazenamento-de-documentos-de-arquivo.html>. Acesso em: 23 fev. 2013.

BRASIL. Decreto nº 9.886, de 7 de março de 1888. Manda observar o novo Regulamento para a execução do art. 2, da lei n. 1.829, de 9 de setembro de 1870, na parte que estabelece o registro civil dos nascimentos, casamentos e óbitos, do acordo com a autorização do art. 2, do decreto n. 3.316, de 11 de junho do 1887. Disponível em: . Acesso em: 23 fev. 2016.

BRASIL. Conselho Nacional de Arquivos. Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos. Modelo de requisitos para sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos e-Arq Brasil. Versão 1.1. 2009. 178 p. Disponível em: . Acesso em: 21 fev. 2016.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Diáro Oficial [da] República Federativa do Brasil.. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei n. 6.216, de 30 de junho de 1975. Altera a lei n. 6.015, de 31 de dezembro de 1973, que dispõe sobre os registros públicos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, nº 7.988, 01, jul. 1975. Seção 1. pt. 1. Disponível em: . Acesso em: 19 fev. 2016.

BRASIL. Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 9 jan. 1991, Seção 1, p. 455, publicado em 28 de janeiro de 1991. Disponível em: http://www.planalto .gov.br/ccivil_03/leis/L8159.htm. Acesso em: 25 fev. 2016.

BRASIL. Lei n. 8.935, de 18 de novembro de 1994. Regulamenta o art. 236 da Constituição Federal, dispondo sobre serviços notariais e de registro (Lei dos Cartórios). Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, v. 132, n. 219, nov. 1994. Seção 1. pt. 1. Disponível em: . Acesso em: 18 fev. 2016.

BRASIL. Lei n. 5.433, de 8 de maio de 1968. Regula a microfilmagem de documentos oficiais e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 10 maio 1968. Seção 1. p. 3.785. Disponível em: . Acesso em: 03 fev. 2016.

CASSARES, Norma Cianflone. Como fazer conservação preventiva em arquivos e bibliotecas. São Paulo. Arquivo do Estado e Imprensa Oficial, 2000. 80 p. (Projeto Como Fazer, 5).

Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2016.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo (SP): Pearson Prentice Hall, 2007, 162 p.

CHOO, Chun Wei. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Ed. Senac, 2003.

CUNHA, Murilo B.; CAVALCANTE, Cordélia R. O. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília. Brinquet de Lemos Livros, 2008.

GARCIA, Joana Coeli Ribeiro. Recuperação da informação. Datagramazero: Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 8, nº 6, dez. 2007. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2016.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002, 171 p.

GOMES, F. Araújo. Arquivo e documentação. Rio de Janeiro: [s. n.], 1967.

HOLLÓS, Adriana C. Fundamentos da preservação documental no Brasil. Revista Acervo, Rio de Janeiro, v. 23, n. 2. 2010. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2016.

HOUAISS, Antonio; VILLAR, Mauro de Salles; FRANCO, Francisco Manoel de Mello. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. 1. ed. Rio de Janeiro (RJ): Objetiva, 2009, 1.986 p.

HUBBE, Martin A. Fatores a considerar para melhorar e ampliar a reciclabilidade do papel. O Papel, São Paulo, v. 71, p. 40-60, abr. 2010. Disponível em: . Acesso em: 02 fev. 2016.

IBGE. Registro civil. Disponível em: . Acesso em: 01 fev. 2016.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 5. ed. Campinas: Ed. da Unicamp, 2003, 541 p.

LOPEZ, André Porto Ancona. Como descrever documentos de arquivo: elaboração de instrumentos de pesquisa. São Paulo. Arquivo do Estado, Imprensa Oficial, 2002. 64 p. (Projeto Como Fazer, 6). Disponível em: . Acesso em: 04 fev. 2016.

MASCARENHAS, Sidnei Augusto. Metodologia científica. São Paulo. Pearson Education do Brasil, 2012.

NALINI, José Renato; DIP, Ricardo Henry Marques. Registros públicos e segurança jurídica. Porto Alegre (RS), 1998, 120 p.

PAES, Marilena Leite. Arquivo: teoria e prática. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2010, 228 p.

PEREIRA, Bruna Caroline. A separação do estado e da igreja para o bem do direito: uma análise jurídica fundamentada no contexto histórico. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande do Sul, nº 50, fev. 2008. Disponível em: . Acesso em: 29 jan. 2016.

PINTO, Tales dos Santos. A Igreja Católica no Brasil. Brasil Escola. 2016. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2016.

PREFEITURA SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA. Histórico de registros dos imigrantes. 2016. Disponível em: < http://www. pmspa.sc.gov.br/>. Acesso em: 12 jan. 2016.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ. Histórico de registros dos imigrantes. 2016. Disponível em: . Acesso em: 25 jan. 2016.

SANTA CATARINA (Estado). Lei complementar estadual de Santa Catarina n. 495, de 26 de janeiro de 2010. Institui as regiões metropolitanas de Florianópolis, do Vale do Itajaí, do norte/nordeste catarinense, de Lages, da foz do rio Itajaí, carbonífera e de Tubarão. Florianópolis, SC. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2016.

SANTA CATARINA. Corregedoria Geral da Justiça do Estado de Santa Catarina. Código de normas da Corregedoria Geral da Justiça. Florianópolis. 2013, 239 p. Disponível em: . Acesso em: 21 fev. 2016.

SCHELLENBERG, Theodore R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 6. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006, 388 p.

SENADO. Tipos de cartórios extrajudiciais. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2016.

SILVA, Armando Malheiro; RIBEIRO, Fernanda; RAMOS, Júlio, REAL, Manuel L. Arquivística: Teoria e prática de uma ciência da informação. 3. ed. Porto: Afrontamento, 2009, 254 p.

SILVA, Eva Cristina Leite da. Os papéis de porão na constituição da cultura escolar: “Escola Normal Carlos Gomes”, 1949-1966, 2004. Dissertação ( Mestrado) - Programa de pós-graduação em educação; Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2016.

SILVEIRA, Maria Helena; LAURENTI, Ruy. Os eventos vitais: aspectos de seus registros e inter-relação da legislação vigente com as estatísticas de saúde. Rev. Saúde Pública [online]. 1973, vol.7, nº 1, p. 37-50. ISSN 0034-8910. Disponível em: < http:// www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-891019 73000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 09 fev. 2016.

SIQUEIRA, Alessandro Marques de. Registro civil. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande do Sul, nº 80, set. 2010. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2016.

SPINELLI JÚNIOR, Jayme. A conservação de acervos bibliográficos & documentais. Rio de Janeiro. Fundação Biblioteca Nacional, Dep. de Processos Técnicos, 1997, 90 p.

SPINELLI, Jayme; BRANDÃO, Emiliana; FRANÇA, Camila. Manual técnico de preservação e conservação: Documentos Extrajudiciais CNJ. Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional, 2011, 45 p. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2016.

VIEIRA, Simone Bastos. Indexação automática e manual: revisão de literatura. In: Ci. Inf., Brasília, p. 43-57, jan./jun. 1988. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2016.

WATERS, Donald J. Do microfilme a imagem digital: como executar um projeto para estudo dos meios, custos e benefícios de conversão para imagens digitais de grandes quantidades de documentos preservados em microfilme. 2. ed. Rio de Janeiro. Arquivo Nacional, 2001, 43 p.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 ÁGORA ISSN 0103-3557

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia