Os arquivos eclesiásticos e a arquivística brasileira: uma análise dos artigos publicados nos periódicos arquivísticos brasileiros

Natália Bolfarini Tognoli, Elane Rodrigues da Silva Ferreira

Resumo


Os arquivos eclesiásticos constituem um acervo valioso e imenso, registrando fatos e acontecimentos que vão além do interesse da Igreja enquanto instituição produtora de documentos, perpassando, também, os interesses da sociedade. Devido ao grande valor social, a documentação produzida pela Igreja Católica, embora de natureza privada, constitui-se em documentos de interesse público. Em que pese a importância desses arquivos para a sociedade, nota-se, no âmbito da literatura científica da Arquivística brasileira, uma carência de referências que tragam maiores explicações sobre o tema. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo geral verificar como a literatura científica da Arquivística brasileira aborda o tema dos arquivos eclesiásticos. Para tanto, realizou-se uma pesquisa exploratória, teórica e documental de natureza quali-quantitativa em periódicos específicos da área. Foram selecionados 07 periódicos, com um recorte temporal de 35 anos, a saber: Acervo, Arquivo & Administração; Agora; Informação Arquivística; Cenário Arquivístico; Archeion online e; Acesso Livre, nos quais foram realizadas buscas nas seguintes áreas de conteúdo dos artigos: título, resumo e palavras-chave, buscando a ocorrência dos termos: arquivos eclesiásticos, arquivos eclesiais, documentos eclesiásticos e documentos eclesiais. Como resultado, observou-se que a temática recebe pouca atenção da comunidade científica da Arquivística no país, o que demonstra que a discussão sobre os estudos no âmbito dos arquivos eclesiásticos caminha a passos curtos, haja vista a quantidade limitada de produção bibliográfica sobre o tema no Brasil.


Palavras-chave


Arquivística; Arquivos Eclesiásticos; Documentos Eclesiásticos; Periódicos Científicos

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABREU, J.P.L. de. A Igreja e seus arquivos: história e normas, até 1983. In: ROSA, M.L.; FONTES, P.O.F (Org.). Arquivística e arquivos religiosos: contributos para uma reflexão. Lisboa: Universidade Católica Portuguesa, 2000a, p.127-162.

ABREU, J.P.L. de. Arquivos eclesiásticos: orientações e normas. Theologica, Palmas de Cima, PT, v. 1, n. 35, p. 201-225, 2000b.

SILVA, A.A.G.; BORGES, J. Arquivos Secretos eclesiásticos em Salvador. Informação e Informação, Londrina, v. 14, n. 2, p.38-61, 2009.

BELLOTTO, H. L. Arquivos permanentes: tratamento documental. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

BRASIL. Lei n. 8.159, de 8 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a Política Nacional de Arquivos Públicos e Privados e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, v. 139, n. 6, p. 455. 9 jan. 1991.

IGREJA CATÓLICA. Código de Direito Canônico. Promulgado pelo Papa João Paulo II. 2. ed. Lisboa: Conferência Episcopal Portuguesa, 1983. 371p.

MARCHISANO, F. El archivo, el archivero y la archivistica eclesiástica. In: ROSA, M.L.; FONTES, P.O.F (Org.). Arquivística e arquivos religiosos: contributos para uma reflexão. Lisboa: Universidade Católica Portuguesa, 2000, p. 99-115.

RUBIO MERINO, P. La Iglesia: documentos y archivos. In: ARTOLA, M (Org.). Enciclopedia de Historia de Espanha. Madrid: Alianza Ed., 1993, p. 149-150.

SANTOS, C. J. O. Os arquivos das primeiras prelazias e dioceses brasileiras no contexto da legislação e práticas arquivísticas da Igreja Católica, 2005. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação e Documentação) – Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Universidade de Brasília, Brasília, 2005.

SANTOS, C. J. O. Arquétipos da memória religiosa e gestão arquivística: uma análise comparada dos arquivos eclesiásticos nos códigos de direito canônico de 1917 e de 1983. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ARQUIVOLOGIA, 15. 2008, Goiânia: Associação dos Arquivistas Brasileiros, 2008, p.1-25 Disponível em: . Acesso em: 15 de ago. 2015.

TOGNOLI, N.B. A construção teórica da Diplomática: em busca de uma sistematização de seus marcos teóricos como subsídio aos estudos arquivísticos. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2014.

VANZ, S.A.S; CAREGNATO, S.E. Estudos de citação: uma ferramenta para entender a comunicação científica. Em Questão, v.9, n. 2, p. 295-307, 2003.

WACHÉ, B. Archives religieuses et recherche historique. In: ROSA, M.L.; FONTES, P.O.F (Org.). Arquivística e arquivos religiosos: contributos para uma reflexão. Lisboa: Universidade Católica Portuguesa, 2000, p. 09-52.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 ÁGORA ISSN 0103-3557

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia