Editorial da Ágora, v. 28, n. 57 de julho a dezembro de 2018

Eliana Maria dos Santos Bahia, Ursula Blattmann, Juliana Fachin

Resumo


Editorial da ÁGORA, v. 28, n. 57 de julho a dezembro de 2018. 

Caro colega,

 Nesse 20 de outubro comemoramos o Dia do Arquivista!

Um dia para parabenizar colegas que optaram por uma profissão encantadora, desafiante e provocativa.

A segunda edição de 2018 da ÁGORA: revista do Curso de Arquivologia da Universidade Federal de Santa Catarina tem a participação direta de pessoas preocupadas com a ética, cultura, preservação da memória e certamente escrevem e retratam nossa história por diferentes prismas.

Para a capa de nossa edição contamos com a imagem de nosso mar e as aves, privilegiadas pela natureza em conseguirem mergulhar, andar, voar, nadar e sempre em busca de alternativas para sobreviver retratam nossos fazeres nos bastidores da revista. Saber escolher textos originais, relevantes, pertinentes e adequados com o escopo e foco da ÁGORA. Sempre pensar em leitores quase (in)visíveis e sabem depurar a informação necessária, seja para manter sua atualização profissional, ou, buscar textos oriundos de pesquisas e (re)conhecer colegas do percurso acadêmico e profissional.  A nossa arte de capa e a divulgação no Facebook https://www.facebook.com/agorarevistaarquivologia/ é realizada pela Doutoranda Patrícia da Silva Neubert.  E na revisão de textos a Doutoranda Elisabete Werlang.

Podemos dizer: como é bom publicar uma nova edição! Apresentar a reflexão árdua e pacienciosa de autores, avaliadores e demais envolvidos na área da Arquivologia. Agradecemos ao Jefferson Lopes, nosso colaborador fotográfico, em permitirmos usar a respectiva fotografia.

Na presente edição, temos 10 artigos, 3 relatos de experiências, quatro artigos oriundos de Trabalhos de Conclusão de Curso e duas resenhas.  O Editorial v. 28, n. 57 de 2018 por Eliana Maria dos Santos Bahia, Ursula Blattmann e Juliana Fachin. Os artigos: O discurso da imparcialidade em códigos de ética do arquivista, de Andrieli Pachú da Silva,   Thiago Henrique Bragato Barros, e João Batista Ernesto de Moraes; O papel pedagógico do arquivista e sua inserção na difusão e mediação da informação, de Giseli Milani Santiago Balbino, Cíntia Aparecida Chagas; Era digital e seus impactos: visitar, ou não, o arquivo público? De Hercules Pimenta Santos;Acesso ao patrimônio documental e à informação nas instituições de ensino públicas federais do estado de Roraima, de  Tatiana Costa Rosa,    e, Leila Adriana Baptaglin; Aplicabilidade das leis de transparência e acesso à informação: uma análise em portais de transparência nas três esferas de poder no estado do Amapá, de Marlúcia Marques Fernandes,Paulo César Lamarão da Silva,Paulo Emerson Nery Prestes, Robson Antonio Tavares Costa;  A importância da gestão de documentos para o acesso à informação no arquivo da pró-reitoria de administração do Instituto Federal do Amazonas – IFAM, de Raquel Diniz Bandeira,Eliane Silveira Gonçalves, Rodolfo Almeida Azevedo; O papel do bibliotecário na prática de preservação da memória institucional: o caso do espaço memória da Justiça Federal em Pernambuco, de Diego Salcedo, e, Igor Pires Lima;  Os benefícios do uso conjunto da ISAAR (CPF) e ISAD (G) na descrição arquivística, de Natasha Alves Bêto de Souza, e, Cynthia Roncaglio; Histórico e origens do princípio de respeito aos fundos, de Francisco Alcides Cougo Junior; Criando valor para arquivos: branding para marcas públicas, de Marina Rodrigues Martins, e, Moisés Rockembach. Os relatos de experiências: Expandindo horizontes: uma experiência de intercâmbio acadêmico em Mar del Plata, de Rafael Oda; Guarda e preservação da memória de uma cultura escolar, de Tânia Regina da Rocha Unglaub,Gisela Eggert Steindel, e, Sandra Corrêa Maria de Souza; Semana Nacional de Arquivos: Universidade Federal de Santa Catarina, de Ezmir Dippe Elias. Os Trabalhos de Conclusão de Curso: Estudo comparativo de atribuições, funções e atividades como subsídio à elaboração de planos de classificação em âmbito municipal, de Thalita Fernanda Leme, e, Marcia Cristina de Carvalho Pazin Vitoriano; Os tipos documentais e as atribuições, funções e atividades da área de relações com investidores das companhias abertas no Brasil, de Gustavo Adolfo Lopes, e, Marcia Cristina de Carvalho Pazin Vitoriano; Marketing cultural no arquivo eclesiástico: história e memória no tempo presente, de Susana das Graças da Silva Madruga; Terceirização de gestão documental arquivística: um mapeamento na Região Metropolitana de Florianópolis (SC), de Rodrigo Marcelo Gonçalves, e, Eva Cristina Leite da Silva. As resenhas: Encadernação e restauração na UFSM: um manual para trabalho com livros e documentos, de Fernanda Kieling Pedrazzi; e, Acceso abierto en universidades latinoamericanas, de Eliana Maria dos Santos Bahia.

Agradecemos a todos os envolvidos nesse processo de aprendizado colaborativo e voluntário de nossa ÁGORA, pois se tornou um canal de informação da comunicação científica na área da Arquivologia. 

Desejamos proveitosas leituras, reflexões e provocações com os textos publicados!

Florianópolis, 20 de outubro de 2018.

 

Eliana Maria dos Santos Bahia, Ursula Blattmann, e Juliana Fachin

Editoras da ÁGORA: Revista do Curso de Arquivologia da UFSC


Palavras-chave


Editorial

Texto completo:

PDF/A

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 ÁGORA: Revista do Curso de Arquivologia da UFSC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia