Revisitando o trajeto institucional do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo: as práticas e os usos das origens imperiais “ocultas” ao início da primeira república

Taiguara Villela Aldabalde, Georgete Medleg Rodrigues

Resumo


CConsiderando a relevância da identidade de uma instituição arquivística estadual para o seu reconhecimento na administração pública, objetiva-se conhecer as origens do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo e identificar quais são os principais marcos temporais, práticas e usos para a construção dessa identidade. Como procedimento metodológico adota-se a pesquisa documental com abordagem de análise qualitativa dos dados textuais contidos na documentação legislativa do século XIX, e registros do início do século passado que se constitui no corpus da pesquisa. Os materiais são relatórios de presidentes da província enviados à assembleia legislativa e decretos executivos. Os resultados apontam que o marco atualmente reconhecido como fundador do Arquivo ocorre em um contexto pós-golpe republicano, quando há reorganização das estruturas administrativas dos estados e intenção de obliterar o Império. Conclui que, apesar dos usos restritos à elite burocrática da província, os diversos rastros informativos sobre o Arquivo evidenciam sua persistente origem imperial demonstrando que o arquivo provincial pode ser considerado, de fato, o embrião do Arquivo Público do Espírito Santo. Além disto há dados sobre a existência de arquivistas, e, práticas legadas à atualidade, nomeadamente: armazenar, acondicionar, organizar, e, controlar a documentação arquivística. Conclui, ainda, que apesar das variações de status administrativo ao longo do período estudado, a custódia ainda é preservada como uma das principais práticas institucionais do Arquivo.


Palavras-chave


Arquivo Público; Estado do Espírito Santo; Império do Brasil;

Texto completo:

DOC PDF

Referências


ALDABALDE, Taiguara Villela. Mediação cultural em instituições arquivísticas: o caso do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. Tese (Doutorado em Ciência da Informação). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Brasília, Universidade de Brasília, 2015.

ALDABALDE, Taiguara Villela. A presença do arquivo nos relatórios dos presidentes de província no Brasil (1835-1889). Dissertação (Doutorado em História Social) Programa de Pós-Graduação em História Social, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

ALDABALDE, Taiguara Villela. Arquivos e administração provincial: análise retroativa do desenvolvimento na gestão pública arquivística no Brasil Arquivo & Administração. v.10, n.1, jan./jun. 2011

BLAIR, Ann; MILLIGAN, Jennifer. Introduction. Archival Science. v.7. n.4. 2007. p.289–296.

BURKE, Peter. A Social History of Knowledge. Volume II: From the Encyclopédie to Wikipedia Peter Burke Cambridge, 2014.

BURKE, Peter. A Social History of Knowledge: from Gutenberg to Diderot. Polity Press, Cambridge, 2000.

BRASIL. Coleção de Leis do Império do Brasil – 1834. Volume 1 (Publicação Original). Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/leimp/1824-1899/lei-16-12-agosto-1834-532609-publicacaooriginal-14881-pl.html . Acesso em: 11 jun. 2019.

BRASIL. Diário Oficial da União, Seção 1, 17 mai. De 1923, página 14918. Decreto n. 9.197 de 9 de dezembro de 1911. Approva o regulamento do Archivo Nacional. Disponível em: http://legis.senado.leg.br/norma/415633/publicacao/15688252 Acesso em: 17 de jun. 2019.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Discurso com que o exm.mo presidente da província do Espírito Santo o dr. João Lopes da Silva Couto, Fez a abertura da sessão ordinária da assembléai provincial, no dia 8 de setembro de 1838. Typographia de Josino do Nascimento Silva, rua do hospício n.66. Rio de Janeiro.1838 .

ESPÍRITO SANTO (Estado). Falla dirigida á Assembleia Legislativa da Provincia da Província do Espirito Santo na abertura da sessão ordinária do ano de 1846, pelo exmo. Vice-Presidente da mesma Província, Joaquim Marcellino da Silva Lima. Rio de Janeiro, Typ. Brasiliense de F.M. Ferreira, 1846.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio do presidente da província do Espirito Santo, o doutor Luiz Pedreira do Coutto Ferraz, na abertura da Assembleia Legislativa Provincial no dia 23 de maio de 1847. Rio de Janeiro, Typ. do Diario de N.L. Vianna, p. 8-9, 1848.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio do presidente da provincia do Espirito Santo, o doutor Luiz Pedreira do Coutto Ferraz, na abertura da Asembleia Legislativa Provincial no dia 1o de março de 1848. Rio de Janeiro, Typ. do Diario de N.L. Viana, 1848.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio que o exm. senr. presidente da provincia do Espirito Santo, o doutor José Mauricio Fernandes Pereira de Barros, apresentou na abertura da Assembléa Legislativa Provincial, no dia 23 de maio de 1856. Victoria, Typ. Capitaniense de P.A. d'Azeredo, 1856.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio que o exm. sr. barão de Itapemirim, primeiro vice-presidente da provincia do Espirito Santo, apresentou na abertura da Assembléa Legislativa Provincial, no dia 23 de maio de 1857. Victoria, Capitaniense de P.A. d'Azeredo, 1857.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio do Presidente de Província José Fernandes da Costa Pereira Junior a Assembleia Legislativa Provincial em 23 de maio de 1863. Victória, Capitaniense de P.A. d'Azeredo, 1863.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio lido no paço d'Assembléa Legislatica da provincia do Espírito-Santo pelo presidente, o exm. senr. doutor Francisco Ferreira Correa na sessão ordinárias do anno de 1871. Victoria, Typ. do Correio da Victoria, 1872.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio apresentado à Assembleia Legislativa da província do Espírito-Santo em sua sessão ordinária 8 de maio de 1881 pelo presidente de província exm. sr. dr. Marcellino de Assis Tostes. Victoria, Typ.da Gazeta de Victoria, 1881.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio com que o exm. sr. dr. Marcellino de Assis Tostes, no dia 13 de fevereiro de 1882, passou a administração da província do

Espírito-Santo ao aem. sr. tenente-coronel Alpheu Adelpho Monjardim de Andrade

e Almeida, primeiro vice-presidente. Victoria, Typ. do Horizonte, 1882.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Relatorio apresentado á Assembléa Legislativa Provincial do Espirito-Santo na abertura da primeira sessão da 28.a legislatura em 9 de julho de 1888 pelo dr. Antonio Leite Ribeiro de Almeida, presidente da provincia. Victoria, Typ. do Espirito-Santense, 1888.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Constituição politica do estado federado do Espirito-Santo, promulgada aos 2 de maio de 1892. Victoria : Typ. do Estado do Espirito Santo. 1892.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Decretos da Presidência do Estado do Espírito Santo. Decreto do Presidente nº 135 18 de julho de 1908. S.I.: s.n., 1908.

ESPÍRITO SANTO (Estado). História: Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. Disponível em: https://ape.es.gov.br/quem-somos Acesso em: 07 jun. 2019.

GRACY, David. The State Library and Archives of Texas: A History, 1835­1962. Austin: University of Texas Press, 2010.

LYNCH, Christian Edward Cyril. O momento oligárquico: a construção institucional da República (1889-1891) In:VISCARDI, Cláudia; ALENCAR, José Almino. (orgs.). A República revisitada: construção e consolidação do projeto republicano brasileiro. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2016. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4400267/mod_resource/content/1/Cap%20Livro%20Viscardi.pdf. Acesso em: 27 jul 2019.

POSNER, Ernst. Some Aspects of Archival Development Since the FrenchRevolution.” American Archivist. 1940, p.159‑172. Disponível em: http://americanarchivist.org/doi/pdf/10.17723/aarc.3.3.q64h3343h663402j. Acesso em: 12 jul. 2019.

SALETTO, Nara. Sobre política capixaba na Primeira República. Coleção Canaã. v.26. Vitória: Arquivo Público do Estado do Espírito Santo, 2018.

VIRILIO, Paul. Cibermundo: a política do pior. Lisboa: Teorema, 2000.

YALE, Elizabeth. The History of Archives: The State of the Discipline. Johns Hopkins University Press Volume 18, 2015.

YEO, Geoffrey. Records and representations. Conference on the Philosophy of the Archive. Edinburgh: Centre for Archive and Information Studies at the University of Dundee, 2008.

TESSITORE, Viviane. História Administrativa, a “chave” para os arquivos públicos. Arquivo & História. Rio de Janeiro, n. 2, 1996.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 ÁGORA: Arquivologia em debate

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia