Da custódia à mediação cultural: o papel dos arquivistas

Ana Flávia Dias Zammataro, Luciane de Fátima Beckman Cavalcante

Resumo


Discute o conceito de mediação cultural, a fim de tornar compreensíveis seus constructos teóricos basilares e suas características com o objetivo de chamar a atenção para a importância de ações de mediação cultural em instituições específicas: os arquivos. Demonstrar-se-á que os arquivistas exercem papel fundamental nesse processo, atuando como agentes capazes de ser o elo entre os arquivos e os sujeitos, dado que a mediação cultural é produtora de sentido. Além disso, explicitaremos a relação entre as correntes arquivísticas – desde a Clássica até a Pós-Custodial – e a emergência do arquivista como mediador cultural, tornado evidente na pós-modernidade. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, com levantamento bibliográfico como procedimento para a construção do referencial teórico. Conclui-se que é de fundamental importância que práticas de mediação cultural façam parte das funções arquivísticas, garantindo o acesso e a assimilação das informações de arquivo por parte dos usuários, em seu pleno exercício de cidadania e de democracia.


Palavras-chave


Mediação cultural nos arquivos; Arquivistas; Arquivologia Clássica; Arquivologia Pós-Custodial

Texto completo:

DOC PDFA

Referências


ALDABALDE, Taiguara Villela. Mediação cultural em instituições arquivísticas: o caso do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. 2015. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade de Brasília – UnB –; Universidade Federal do Espírito Santo – UFES. Brasília, 2015. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/19742/1/2015_TaiguaraVillelaAldabalde.pdf. Acesso em: 9 jan. 2020.

ALDABALDE, Taiguara Villela; RODRIGUES, Georgete Medleg. Mediação cultural no Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. TransInformação, Campinas, v. 27, n. 3, p.255-264, set./dez. 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0103-37862015000300007. Acesso em: 9 jan. 2020.

ALMEIDA, Marco Antônio de. Mediações da cultura e da informação: perspectivas sociais, políticas e epistemológicas. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 1, n. 1, p.1-23, 2008. Disponível em: http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/6/12. Acesso em: 9 jan. 2020.

ARGENTA, Andressa; NUNES, Carolina Ramos. Mediação cultural: uma perspectiva intertextual. In: XI Seminário leitura de imagens para a educação: Múltiplas mídias

Florianópolis, 11, 2018, Florianópolis. Anais eletrônicos... Florianópolis: UDESC, 2018. Disponível em: https://www.udesc.br/arquivos/ceart/id_cpmenu/5937/Media__o_cultural_uma_perspectiva_intertextual_15501728042917_5937.pdf. Acesso em: 9 jan. 2020.

BEZERRA, Arthur Coelho. Teoria crítica da Informação: proposta teórico-metodológica de integração entre os conceitos de regime de informação e competência crítica e informação. In: BEZERRA et al. IKritika: estudos críticos em informação. Rio de Janeiro: Garamond, 2019, p15-72.

DAVALON, Jean. A mediação: a comunicação em processo? (2003). Trad. Maria

Rosário Saraiva. Prisma.com – Revista de Ciências e Tecnologias de Informação e Comunicação, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto, Portugal, p.4-37, 2007. Disponível em: http://ojs.letras.up.pt/index.php/prismacom/article/view/2100/3046. Acesso em: 9 jan. 2020.

COOK, Terry. Arquivos pessoais e arquivos institucionais: para um entendimento comum da formação da memória em um mundo pós-moderno. Estudos Históricos, Rio de Janeiro: CPDOC/FVG, v. 1, n. 21, p.129-149, 1998. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2062/1201. Acesso em: 9 jan. 2020.

COOK, Terry. Arquivologia e pós-modernismo: novas formulações para velhos conceitos. Informação Arquivística, Rio de Janeiro: Associação dos Arquivistas do Estado do Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 123-148, p.123-148, jul./dez. 2012. Disponível em: http://www.aaerj.org.br/ojs/index.php/informacaoarquivistica/article/view/9. Acesso e m: 9 jan. 2020.

COOK, Terry. O conceito de fundo arquivístico: teoria, descrição e proveniência na era pós-custodial. Trad. Silvia Ninita de Moura Estevão e Vitor Manoel Marques da Fonseca. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2017. 68 p. Disponível em: http://www.arquivonacional.gov.br/images/virtuemart/product/Terry%20Cook%20publicacao_tecnica%20593.pdf . Acesso em: 9 jan. 2020.

FONSECA, Maria Odila. Arquivologia e ciência da informação. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

FRANCO Shirley Carvalhêdo; RODRIGUES, Georgete Medleg; THIESEN, Icléia. As duas teorias arquivísticas segundo John Roberts: uma contribuição aos fundamentos do campo. Informação & Informação, Londrina, v. 22, n. 3, p.35-63, set./out. 2017. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/download/29073/22725. Acesso em: 9 jan. 2020.

INCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 3, n. 2, p.142-156, jul./dez. 2012. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/48658/52729. Acesso em: 9 jan. 2020.

INTERNATIONAL COUNCIL OF ARCHIVES (ICA). Declaração Universal sobre os Arquivos. 2019. Disponível em: https://www.ica.org/sites/default/files/ICA_2010_Universal-Declaration-on-Archives_PT.pdf. Acesso em: 9 jan. 2020.

MONTEIRO, Silvana Drumond; ZAMMATARO, Ana Flávia Dias. Arquivo e memória: entre a Arquivologia pós-custodial e o conceito de arquivo derridiano. In: OLIVEIRA, Eliane Braga de; RODRIGUES, Georgete Medleg (Orgs.). Memória: interfaces no campo da informação. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2017, p. 23-50.

PERROTTI, Edmir; PIERUCCINI, Ivete. A mediação cultural como categoria autônoma. Informação & Informação, Londrina, v. 19, n. 2, p.1-22, maio./ago. 2014. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/download/19992/17341. Acesso em: 9 jan. 2020.

SCHELLENBERG, Theodore R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. Tradução Nilza Teixeira Soares. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

SCHIMIDT, Clarissa Moreira dos Santos. Arquivologia e a construção do seu objeto científico: concepções, trajetórias, contextualizações. 2012. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade de São Paulo – USP -, São Paulo, 2012. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-02072013-170328/publico/ClarissaMSSchmidt_revisada.pdf. Acesso em: 9 jan. 2020

SCHNEIDER, Marco. CCI/7: Competência crítica em informação (em 7 níveis) como dispositivo de combate à pós-verdade. In: BEZERRA et al. IKritika: estudos críticos em informação. Rio de Janeiro: Garamond, 2019, p. 73-116.

TOGNOLI, Natalia Bolfarini. A contribuição epistemológica canadense para a construção da arquivística contemporânea. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual Paulista – Unesp – Campus de Marília, Marília, 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/93669. Acesso em: 9 jan. 2020.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 ÁGORA: Arquivologia em debate

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia