Padronização da terminologia arquivística: o diagnóstico de arquivo em foco

Maria Fabiana Izidio de Almeida, Marta Ligia Pomim Valentim, Marcia Cristina de Carvalho Pazin Vitoriano

Resumo


O fato de a prática arquivística ter ocorrido anteriormente à instituição formal dos cursos de graduação no País, colaborou com o desenvolvimento de uma prática empírica, que impõe um desafio para a Arquivologia contemporânea brasileira: a consolidação de teorias, metodologias e terminologias. Diante desse cenário, evidencia-se como problemática desta pesquisa: quais contribuições à identificação de termos utilizados para o levantamento de dados pode trazer à Arquivologia e aos arquivistas? Identificar os termos que estão sendo aplicados para o levantamento de dados e informações nos arquivos é o objetivo geral norteador desta pesquisa. Para tanto, a pesquisa se caracteriza como qualiquantitativa, O tipo de pesquisa é descritivo-exploratório e, para tanto, utilizou-se do levantamento bibliográfico aplicado à literatura da área. Como principal resultado destaca-se a identificação de seis termos aplicados em trabalhos científicos que abordam a atividade de diagnóstico de arquivo. Nessa perspectiva, constata-se a diversidade de termos para a atividade de diagnóstico de arquivo, o que dificulta a realização de pesquisas sobre essa temática. A discussão e reflexão construídas nesta pesquisa proporcionam à ampliação da atividade diagnóstico de arquivo, bem como contribui com a necessidade de padronização de termos no campo da Arquivologia.


Palavras-chave


Arquivologia; Terminologia; Diagnóstico de Arquivo; Padronização

Texto completo:

DOC PDFA

Referências


ALMEIDA, M. F. I.; VITORIANO, M. C. C. P. Diagnóstico de arquivos e mapeamento da informação: interlocução da gestão documental com a gestão da informação. Em Questão, v. 24, n. 3, p. 68-95, 2018. DOI: 10.19132/1808-5245243.68-95 Acesso em: 17 jul. 2019.

ASSOCIAÇÃO DOS ARQUIVISTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO. SEMINÁRIO DE TERMINOLOGIA ARQUIVÍSTICA. 1., 2018. Disponível em: http://arqsp.org.br/i-seminario-de-terminologia-arquivistica/. Acesso em 29 de jun. de 2019.

BRAGA, M. G. RONCAGLIO, C. Os usos do termo diagnóstico na literatura arquivística. In: Revista Em Questão, Porto Alegre, v. 25, n. 1, p. 390-413, jan./abr. 2019 DOI: http://dx.doi.org/10.19132/1808-5245251.390-413.

BASE DE DADOS REFERENCIAIS DE ARTIGOS DE PERIÓDICOS EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO. Disponível em: http://www.brapci.inf.br/index.php/res/about. Acesso em 29 de jun. de 2019.

CAMARGO, A. M. de A.; BELLOTTO, H. L. (Coord.). Dicionário de terminologia arquivística. São Paulo: Associação dos Arquivistas Brasileiros, 1996.

CHIAVENATO, I. Introdução à teoria da administração. São Paulo: Manole, 2014.

DAHLBERG, I. Teoria do conceito. Ciência da Informação, v. 7, n. 2, dez. 1978. ISSN 1518-8353. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/vi ew/115/115. Acesso em: 13 mai. 2019. DOI: https://doi.org/10.1822 5/ci.inf..v7i2.115.

DICIONÁRIO ONLINE DE PORTUGUÊS. Disponível em: https://www.dicio.com.br. Acesso em: 29 de jun. de 2019.

DIEHL, A. A.; TATIM, D. C. Pesquisa em Ciências Sociais Aplicadas: métodos e técnicas. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 1994.

GOLDENBERG, M. A Arte de pesquisar. Rio de Janeiro: Editora Record, 2004.

ILHARCO, F. Filosofia da informação: uma introdução como fundação da acção, da comunicação e da decisão. Lisboa: Universidade Católica, 2003. 207p.

MARIOTTI, H. In. MATURANA, H. R.; VARELA, F. J. A árvore do conhecimento: bases bio-lógicas da compreensão humana. São Paulo: Palas Athena, 2001.

MATURANA, H. R.; VARELA, F. J. A árvore do conhecimento: bases biológicas da compreen-são humana. São Paulo: Palas Athena, 2001.

REZENDE, J. M. Os construtores da moderna medicina. In: ______. À sombra do plátano: crôni-cas de história da medicina [online]. São Paulo: Editora Unifesp, 2009. p. 181-200. ISBN 978-85-61673-63-5. Disponível em: http://books.scielo.org/id/8kf92/pdf/rezende-9788561673635.pdf. Acesso em 10 maio 2018.

SILVA, J. A. Prefácio. In. ARQUIVO NACIONAL. Dicionário brasileiro de terminologia ar-quivística. Rio de Janeiro, 2005.

SOARES, A. P. A.; PINTO, A. L.; SILVA, A. M. O paradigma pós-custodial da Arquivística. Re-vista a&b., s. 3, n. 4, 22-39, 2015.

UNIVERSIDADE DE LISBOA, 2018. Disponível em: http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/hfe/protagoras/links/hipocrates.htm. Acesso em 10 maio 2019.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 ÁGORA: Arquivologia em debate

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia