Avaliação de documentos arquivísticos: teoria e metodologia

Cintia Aparecida Chagas

Resumo


Esse artigo é resultado de uma pesquisa que visa confrontar quatro 

Esse artigo é resultado de uma pesquisa que visa confrontar quatro propostas teóricas e metodológicas de avaliação de documentos. O modelo de Schellenberg é o primeiro modelo de grande impacto internacional, se destacando pela elaboração da chamada “teoria de valor”. O segundo modelo, a Estratégia de Documentação, consiste em um plano para preservar documentos de diversas proveniências, mas que se referem a uma mesma tarefa, atividade ou área. O terceiro modelo, o Plano Documental, tem como estratégia a construção de uma lista de eventos históricos relevantes, com base nos quais os documentos são avaliados. Já a macroavaliação propõe valorar primeiramente as funções e atividades do produtor, considerando as relações entre a sociedade e o Estado. A análise desses modelos permitiu compreender que não existe exatamente uma contraposição entre uma teoria arquivística moderna e pós-moderna no que tange à avaliação de documentos. Os argumentos apresentados pelos diferentes autores não permitem identificar ruptura. Esses modelos estão historicamente contextualizados e respondem a questões de seus respectivos contextos, sem, contudo negarem necessariamente o modelo desenvolvido em meados do século XX por Schellenberg, ainda que essa negação apareça no discurso de um ou outro.


Palavras-chave


Gestão de Documentos; Avaliação de Documentos; Arquivística pós-moderna

Texto completo:

DOC PDFA

Referências


BOOMS, Hans. Society and the formation of a documentary heritage: issues in the appraisal of ar-chival sources. Archivaria, v. 24, p.69 – 107, 1987.

BOOMS, Hans. Uberlieferungsbildung: Keeping archives as a social and political activity. Ar-chivaria v. 33, 1991-1992.

BROOKS, Phillip Coolidge. The selection of records for preservation. The American Archivist, v. 3, n. 4, p 221-234, Oct. 1940.

BROWN, Richard. Macro-Appraisal Theory and the Context of the Public Records Creator. Archi-varia, v. 40, January, 1995. Disponível em: https://archivaria.ca/index.php/archivaria/article/view/12102. Acesso em: 23 jun. 2020.

CERMENO MATORELL, Lluís. RIVAS PALÁ, Elena. Valorar y Seleccionar documentos: Que és y cómo se hace. Gijón, TREA, 2010.

COOK, Terry. Archivística y posmodernismo: nuevas fórmulas para viejos conceptos. TABULA, Combates por la memoria: archivística de la posmodernidad, Salamanca, n. 10, p. 59-81, 2007.

COOK, Terry. Arquivologia e Pós-modernismo: novas formulações pra velhos conceitos. Informação Arquivística, 2012.

COOK, Terry. Documentation Strategy. Archivaria, v.34, p.181-191, 1992.

COOK, Terry. Macroappraisal in theory and practice: origins, characteristics, and implementation in Canada, 1950–2000. Archival Science, v.5, n. 2-4, p. 101-161, 2005.

COOK, Terry. Macro-appraisal and Functional Analysis: documenting governance rather than gov-ernment. Jornal of Society of Archivists, v. 25, n. 1, p. 5-18, 2004.

COOK, Terry. Macrovaloración y análisis funcional: la preeminencia de la interacción político-social sobre el gobierno. TABULA, El refinado arte de La destrucción: la selección de documentos, Sa-lamanca, n. 6, p. 87-102, 2003.

COUTURE, Carol. La función valoración en la archivística contemporánea: una sinergia entre varias consideraciones complementarias. TABULA, El refinado arte de La destrucción: la selección de documentos, n. 6, p. 23-49, 2003.

COUTURE, Carol. Rôle et champ d'application de la législation archivistique. Ciberlegenda, n. 1, 1998. Disponível em: https://periodicos.uff.br/ciberlegenda/article/view/36736 . Acesso em: 15 abr. 2020.

COX, Richard J. La valoración como un acto de memoria. TABULA: Revista de archivos de Castilla y León. El refinado arte de La destrucción: la selección de documentos, n. 6, p. 51- 73, 2003.

DINGWALL, Glenn. Modelo do ciclo vital e modelo do continuum: uma visão das concepções de organização arquivística desde o período do pós guerra. In: EASTEWOOD, Terry. MACNEIL (Org.). Correntes atuais do pensamento arquivístico. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2016. p. 205-235.

DURANTI, Luciana. Registros documentais contemporâneos como provas de ação. Estudos Históricos, v. 1, n. 13, p. 49-64, 1994.

INDOLFO, Ana Celeste. Gestão de documentos: uma renovação epistemológica no universo da arquivologia. Arquivística.net. Rio de Janeiro, v.3, n.2, p.28-60, jul./dez. 2007. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/article/view/0000005190. Acesso em: 15 abr. 2020.

JENKINSON, Hillary. A manual of archive administration. London: Percy Lund, Humphries & Go LTD, 1937 (nova edição revisada). Primeira edição (1922).

KOLSRUD, Ole. Developments in archival theory. In: KENT, Allen (ed). Encyclopedia of Library and Information Science. Vol. 61, suplemento 24, 1998.

McLEOD, Julie; HARE, Catherine. Records management. In: SCAMMELL, Alison (Ed.). Handbook of Information Management. Routledge: London, 2003.

ROUSSEAU, Jean-Yves; COUTURE, Carol. Fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1998.

SAMUELS, Helen Willa. Improve our disposition: documentation strategy. Archivaria, v. 33 Winter, 1991-1992.

SAMUELS, Helen Willa. Who controls de past. American Archivist, p. 110 – 124, Spring 1986.

SCHELLENBERG, T. R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 6. ed. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2006. 388 p.

SOCIETY OF AMERICAN ARCHIVIST. Documentation strategy. In: A Glossary of Archival and Records Terminology. 2020. Disponível em: http://www2.archivists.org/glossary/terms/d/documentation-strategy. Acesso em: 18 abr. 2020a.

SOCIETY OF AMERICAN ARCHIVIST. Macro appraisal. In: Glossary of Archival and Records Terminology. 2020b. Disponível em: https://www2.archivists.org/glossary/terms/m/macro-appraisal. Acesso em: 19 abr. 2020b.

TRACE, Ciaran B. Dentro ou fora do documento? Noções de valor arquivístico. In: EASTWOOD, Terry; MACNEIL, Heather. Correntes atuais do pensamento arquivístico. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2016

TSCHAN, Reto. A Comparison of Jenkinson and Schellenberg on Appraisal. The American archivist, v. 65, p. 176- 195, Fall / Winter, 2002.

WILLIAMS, Caty. On the record: towards a documentation strategy. Journal of the Society of Archivists, v.33, n.1, p. 23-40, 2012.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 ÁGORA: Arquivologia em debate

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia