O documento e seus agenciamentos institucionais: a construção do tombamento patrimonial da casa de Prudente de Moraes

Maira Cristina Grigoleto, Eduardo Ismael Murguia

Resumo


Trata-se de um estudo no campo patrimonial, cuja base é a análise da relação entre informação e patrimônio. Com a proposta de ampliarmos a compreensão nessa área do conhecimento, analisamos os processos de tombamento da Casa de Prudente de Moraes, localizada na cidade de Piracicaba/SP, elaborados pelos três órgãos preservacionistas: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (CONDEPHAAT) e Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba (CODEPAC). O intuito desta análise comparativa foi evidenciar de que forma é o documento que determina o próprio patrimônio, e não o contrário, como comumente se pensa. Concluímos, então, que tão importante quanto o reconhecimento de um bem como patrimônio é a compreensão da produção do corpus documental que inscreve e que permite a constituição de bens tombados por meio da manifestação de valores e agenciamentos institucionais.

Palavras-chave


Documento; Documentação Patrimonial; Informação; Patrimônio

Texto completo:

PDF/A

Referências


APPADURAI, Arjun. Introdución: las mercancias y la política Del valor. In: APPADURAI, Arjun (ed.). La vida social de las cosas: perspectiva cultural de las mercancias. México: Grijalbo, 1991, p. 17-87.

BRASIL. Lei nº 378, de 13 de janeiro de 1937. Dá nova organização ao Ministério da Educação e Saúde Pública. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Rio de Janeiro, 15 jan. 1937a. Disponível em: . Acesso em: 2 jul. 2012.

BRASIL. Decreto-lei n° 25, de 30 de novembro de 1937. Organiza a proteção do patrimônio histórico e artístico nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Rio de Janeiro, 6 dez. 1937b. Disponível em: . Acesso em: 2 jul. 2012.

BRASIL. Secretaria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Portaria nº 11, de 11 de setembro de 1986. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Rio de Janeiro, 12 set. 1986. Disponível em: . Acesso em: 2 jul. 2012.

BUCKLAND, M. K. Information as thing. Journal of American Society for Information Science, New York, v. 45, n. 5, p. 351-360, 1991.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 12, n. 1, p. 148-207, jan./abr., 2007.

CONSELHO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE PIRACICABA. Processo de Tombamento nº. 26. São Paulo, Piracicaba, 2004.

CONSELHO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, ARQUEOLÓGICO, ARTÍSTICO E TURÍSTICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Processo de tombamento nº. 07.861. São Paulo, 1969.

CHOAY, F. A alegoria do patrimônio. São Paulo: Ed. UNESP, 2006.

CRUZ MUNDET, J. R. Manual de Archivística. Madrid: Fundación Germán Sánches Ruipérez, 2001.

FROHMANN, B. The role of facts in Paul Otlet´s Modernist Project of Documentation. In: RAYWARD, W. B. European modernism and the information society: information the present, understanding the past. Aldershot, Hants, England; Burlington, VT: Ashgate, 2007.

FROHMANN, B. Revisiting “what is a document?” . Journal of Documentation, [S.l], v. 65, n. 2, p. 291-303, 2009.

GRIGOLETO, M. C. A documentação patrimonial: gênese e fluxo dos processos de tombamento do Museu “Prudente de Moraes”. 2009. 169 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho, Marília, 2009.

GUIMARÃES, E. C. O patrimônio e a cidade como um “campo de força”. Ciências e Letras, Porto Alegre, v. n. 27, p. 297-307, jan./jun., 2000.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Programa de Gestão Documental do IPHAN. Rio de Janeiro: IPHAN: Copedoc, 2008.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Processo de Tombamento nº 714. Rio de Janeiro, 1963.

KOPYTOFF, Igor. La biografia cultural de lãs cosas: La mercantilización. In: APPADURAI, Arjun (Ed.). La vida social de las cosas: perspectiva cultural de las mercancias. México: Grijalbo, 1991, p. 89-122.

RABELLO, R. A face oculta do documento: tradição e inovação no limiar da Ciência da Informação. 2009a. 331 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho, Marília, 2009.

RABELLO, S. O Estado na preservação de bens culturais: o tombamento. Rio de Janeiro: IPHAN, 2009b.

RODRIGUES, M. Imagens do passado: a instituição do patrimônio em São Paulo, 1969-1987. São Paulo: Ed. Unesp: Imesp: Condephaat: Fapesp, 2000.

SÃO PAULO (Estado). Constituição (1967). Constituição do Estado de São Paulo, promulgada em 13 de maio de 1967. São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 2 jul. 2012.

SÃO PAULO. Lei nº 2.374, de 08 de novembro de 1979. Cria o Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba - CODEPAC. São Paulo: Piracicaba, 8 nov. 1979. Disponível em: < http://siave.camarapiracicaba.sp.gov.br/camver/LEIMUN/1979/02374.pdf>. Acesso em: 2 jul. 2012.

SÃO PAULO. Decreto nº. 3.016, de 17 de julho de 1980. Regula a Lei Municipal n°. 2.374, de 08 de novembro de 1979, e dá outras providências. Piracicaba, 17 jul. 1980.

SÃO PAULO. Lei nº 10.247, de 22 de outubro de 1968. Dispõe sobre a competência, organização e o funcionamento do conselho de defesa do patrimônio histórico, arqueológico, artístico e turístico. São Paulo, 1968. Disponível em: . Acesso em: 2 jul. 2012.

SÃO PAULO. Decreto Estadual nº 13.426, de 16 de março de 1979. O Decreto Estadual nº 13426/79 foi revogado pelo nº 20955, de 1º de junho de 1983, exceto quanto aos Artigos 134 a 149 que permanecem em vigor por força do Artigo 158 do Decreto nº 50.941/06. São Paulo, 1979. Disponível em: . Acesso em: 2 jul. 2012.

THOMPSON, A. (Org.). Entrevista com Judith Martins. Rio de Janeiro: IPHAN: DAF: Copedoc, 2010. (Memórias do Patrimônio, 1).


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia