O Arquivista como gestor de recursos informacionais: uma reflexão acerca dos novos modelos de gestão

Jorge Santa Anna

Resumo


Os impactos oriundos da sociedade moderna refletem inúmeras mudanças no contexto das organizações, em face do aumento da competitividade e das instabilidades advindas de um mercado globalizado e inovador. Para que essas mudanças sejam realizadas com êxito é necessário, a priori, o gerenciamento efetivo da informação, com vistas à geração de novos conhecimentos, processo que viabiliza vantagens competitivas para a empresa e somente se realiza de forma precisa se houver participação das pessoas. Assim, este artigo objetiva discutir a gestão da informação e sua consolidação em gestão do conhecimento, destacando o papel do arquivo e do arquivista nesse processo. Demonstra, com base na literatura em Administração, as características da informação nas empresas e sua transferência em conhecimento organizacional. Apresenta, com base na literatura Arquivística, a inserção do arquivo e do arquivista nos processos de transferência da informação na geração de conhecimento, evidenciando sua contribuição para a gestão do conhecimento em organizações modernas. Ao final, os resultados constataram que o arquivista constitui um dos profissionais com maior responsabilidade na gestão do conhecimento em organizações, atuando, junto com outros profissionais da informação, como gestor de recursos informacionais, situando-se como um intermediador entre a informação explícita e sua agregação ao conhecimento tácito, viabilizando a construção de inovações. 


Palavras-chave


Gestão da Informação; Gestão do conhecimento; Conhecimento tácito; Arquivos modernos; Gestão arquivística.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ARQUIVO NACIONAL. Gestão de documentos: conceitos e procedimentos básicos. Rio de Janeiro, 1995.

BARRETO, Aldo de Albuquerque. Mudança estrutural no fluxo do conhecimento: a comunicação eletrônica. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p. 122-127, maio/ago. 1998. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2014.

BOHN, Liane Carolina. O estudo de usuários na arquivologia brasileira: um levantamento em periódicos on line. [2014?]. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2014.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas. 2. Ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

COSTA, Moisés. Gestão do Cinhecimento nas organizações. 2005. Disponível em: . Acesso em: 6 dez. 2013.

CRUZ, Tadeu. Sistemas, Organizações & métodos: estudo das novas tecnologias de informação. 3. ed. São Paulo, Atlas, 2002.

DAVENPORT, T.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

DODEBEI, Vera Lúcia Doyle. Tesauro: linguagem de representação da memória documentária. Niterói, RJ: Intertexto; Rio de Janeiro: Interciência, 2002.

MCINERNEY, C. R. Compartilhamento e gestão do conhecimento: profissionais da informação em um ambiente de confiança mútua. In: TARAPANOFF, Kira M. A. (Org.) Inteligência, organizacional e competitiva. Brasília: UNB, 2001

MARCHIORI, Patrícia Zeni. A ciência e a gestão da informação:

compatibilidades no espaço profissional. Ci. Inf., Brasília, v. 31, n. 2, p. 72-79, maio/ago. 2002. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2014.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Gestão do conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008.

ROUSSEAU, Jean-Yves, COUTURE, Carol. Os fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa : D. Quixote, 1998.

SANTOS, Vanderlei Batista dos. A prática arquivística em tempos de gestão do conhecimento. In: SANTOS, Vanderlei Batista dos; INNARELLI, Humberto Celeste; SANTOS, Renato Tarciso Barbosa (Org.). Arquivística: temas contemporâneos: classificação, preservação digital, gestão do conhecimento. 3. ed. Brasília, DF: SENAC, 2009, p. 173-222.

SERRA JUNIOR, Lamberte Ricarte. O papel do arquivista na gestão do conhecimento. [2014?]. Disponível em: . Acesso em: 9 jul. 2014.

SILVA, Sergio Luis da. Gestão do conhecimento: uma revisão crítica orientada pela abordagem da criação do conhecimento. Ci. Inf., Brasília, v. 33, n. 2, p. 143-151, maio/ago. 2004.

TARAPANOFF, Kira. Inteligência organizacional e competitiva. Brasília: UNB, 2001.

TOGNOLI, Natália. A informação no contexto arquivístico: uma discussão a partir dos conceitos de informação-como-coisa e informação orgânica. Informação Arquivística, Rio de Janeiro, RJ, v. 1, n. 1, p. 113-122, jul./dez., 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2014.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia