Arquivo pessoal e Alfresco: a representação da informação com Dublin Core e Folksonomia

Caio Saraiva Coneglian, Felipe Augusto Arakaki, Paula Regina Ventura Amorim Gonçalez, Ana Carolina Simionato, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos, José Eduardo Santarem Segundo

Resumo


O uso das tecnologias para produção e armazenamento de documentos em todas as áreas da sociedade, tem causado dificuldades no que diz respeito a organização, localização e recuperação de objetos informacionais, que se encontram em diferentes dispositivos e suportes. Nesse contexto, a utilização do software Alfresco se torna uma opção viável, uma vez que possui código aberto, não exigi muito conhecimento para a instalação e possibilita a descrição dos objetos por meio de metadados. Nessa linha, o trabalho teve como objetivo verificar a possibilidade de utilização do padrão de metadados Dublin Core e dos conceitos da folksonomia para descrição de documentos pessoais no Alfresco, identificando como a utilização do Alfresco possibilitaria a busca, recuperação e preservação digital de documentos pessoais. Como procedimento metodológico para o estudo teórico documental, a etapa exploratória foi realizada a partir da análise do software. Os resultados mostraram que o Alfresco permite a construção da memória dos indivíduos, por isso, que uma descrição de documentos pessoais para busca, acesso, recuperação e preservação de documentos pessoais e familiares, contribui para a comunicação da história e da memória familiar.


Palavras-chave


Arquivo Pessoal; Representação da Informação; Software Alfresco; Dublin Core; Folksonomia

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALFRESCO. Alfresco overview. 2016. Disponível em: < http://docs.alfresco.com/community/concepts/system-about-community.html >. Acesso em: 03 maio 2017.

ALVES, R. C. V et al. BEAM Repository: a proposal for family and personal repository. INTER-NATIONAL CONFERENCE ON DUBLIN CORE AND METADATA APPLICATIONS, 15., 2015. Proceedings… [S.l.]: DCMI, p. 136-145, sep. 2015. ISSN 1939-1366. Disponível em: < http://dcpapers.dublincore.org/pubs/article/view/3769/1959 >. Acesso em: 27 maio 2017.

BELLOTTO, H. L. Arquivos permanentes: tratamento documental. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

CATARINO, M. E.; BAPTISTA, A. A. Folksonomia: um novo conceito para a organização dos recursos digitais na Web. DatagramaZero, v. 8, n. 3, p. 1-20, 2007.

CATARINO, M. E.; BAPTISTA, A. A. Integração das folksonomias aos metadados: um perfil de aplicação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 10, João Pessoa, Brasil, 2009. Anais… [João Pessoa: ANCIB, 2009]. ISBN 978-85-7539-494-6.

DUBLIN CORE METADATA INITIATIVE. Dublin Core Metadata Element Set, Version 1.1. 2012. Disponível em: < http://dublincore.org/documents/2012/06/14/dces/ >. Acesso em: 27 maio 2017.

DUCROT, A. A classificação dos arquivos pessoais e familiares. Revista Estudos Históricos, v. 11, n. 21, 1998. Disponível em: < http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2059>. Acesso em: 27 maio 2017.

GIUSTINI, D.; HOOKER, D.; CHO, A. Social cataloguing: an overview for health librarians. Journal of the Canadian Health Libraries Association / Journal de l'Association des biblio-thèques de la santé du Canada, v. 30, n. 4, p. 133-138, july 2014. ISSN 1708-6892. Disponível em: < https://journals.library.ualberta.ca/jchla/index.php/jchla/article/view/22771/16970 >. Acesso em: 25 maio 2017. doi:http://dx.doi.org/10.5596/c09-039.

GONÇALEZ, P. R. V. A.; CONEGLIAN, C. S.; SANTAREM SEGUNDO, J. E. O Uso do Al-fresco para a Criação de Arquivos Pessoais e Familiares. In: SEMINÁRIO DE CIÊNCIA DA IN-FORMAÇÃO, 6, 2016. Anais eletrônicos… Londrina: UEL. 2016. Disponível em: < http://www.uel.br/eventos/cinf/index.php/secin2016/secin2016/paper/view/337/165 >. Acesso em: 27 maio 2017.

MALHEIRO DA SILVA, A. B. Arquivos familiares e pessoais: bases científicas para aplicação do modelo sistémico e interactivo. Revista da Faculdade de Letras, Ciências e Técnicas do Patri-mónio. Porto, v. 3, n. 1, p. 55-84, 2004. Disponível em: < http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/4083.pdf >. Acesso em: 27 maio 2017.

O’REILLY, T. O que é Web 2.0: padrões de design e modelos de negócios para a nova geração de software. 30 set. 2005. Disponível em: < http://pressdelete.files.wordpress.com/2006/12/o-que-e-Web-20.pdf >. Acesso em: 27 maio 2017.

PÄIVÄRINTA, T; MUNKVOLD, B. E. Enterprise content management: an integrated perspective on information management. In: ANNUAL HAWAII INTERNATIONAL CONFERENCE ON SYSTEM SCIENCES, 38., 2005. Proceedings… Hawaii: [s.n.], 2005.

SCHMIDT, L.; MATIAS, M. Tabela de temporalidade para arquivo pessoal: uma proposta. Revista ACB, Florianópolis, v. 21, n. 3, p. 960-972, dez. 2016. ISSN 1414-0594. Disponível em: < https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1220 >. Acesso em: 27 maio 2017.

THE COMMONS. Flickr: The Commons. 2017. Disponível em: < https://www.Flickr.com/commons >. Acesso em: 27 maio 2017.

TOGNOLI, N. B.; BARROS, T. H. B. As implicações teóricas dos arquivos pessoais: elementos conceituais. Ponto de Acesso, Salvador, v. 5, n. 1, p. 66-84, 2011. Disponível em: < http://hdl.handle.net/11449/114762 >. Acesso em: 27 maio 2017.

WAL, T. V. Folksonomy definition and wikipedia. Disponível em: < http://vanderwal.net/random/index.php >. Acesso em: 27 maio 2017.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 ÁGORA ISSN 0103-3557

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia