Curtir, compartilhar e armazenar: os arquivos fotográficos em redes sociais

Anna Carla Almeida Mariz, Marianna da Silva Dutra

Resumo


A fotografia pessoal, objeto antes quase sacralizado, restrito aos antigos álbuns de família impressos, encaixotados, ganhou na rede uma ferramenta de propagação e popularização, dentre outros fatores que também propiciaram sua divulgação com os recursos da internet. Com o advento das redes sociais de relacionamento, Facebook, Instagram, Twitter, Flickr entre outros, a difusão de fotografias digitais aumentou exponencialmente. Elas documentam as atividades e relações daquele que as postou, dos que ali estão representados e dos que interagiram com a postagem. Nesse sentido, o presente trabalho pretende investigar a fotografia como documento arquivístico, seu armazenamento e uso em tempos de redes sociais e as formas como essa relação se dá. A metodologia utilizada foi a pesquisa em fontes bibliográficas e documentais. Resultados indicam que, pode-se considerar essas fotografias hospedadas na internet como um novo álbum de fotografias pessoais, agora online e compartilhado. Em sua gênese, além de possuir as mesmas intenções de registro e guarda da memória de momentos especiais das fotografias analógicas, nas redes sociais, a fotografia passa a ser também agente comunicador.


Palavras-chave


Fotografias; Redes Sociais; Arquivos Fotográficos; Arquivos Pessoais

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANTONIO, Vivian K. M. Estratégias de backup. 2017. Disponível em:< https://www.iif.com.br/photomag/estrategias-de-backup/ >. Acesso em: 05 ago. 2017.

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. Rio de Janeiro: 2005.

ARQUIVO NACIONAL. CTDE. Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos do Conselho Nacional de Arquivos. Glossário de Documentos Arquivísticos Digitais. 2010. Disponível em: < http://www.conarq.arquivonacional.gov.br/images/ctde/Glossario/2016_glosctde.pdf >. Acesso em: 19 dez. 2016.

BERNARDO, Danylo Santos. Evolução na Comunicação: estudos nas redes Sociais. Sub-projeto de pesquisa em Iniciação Científica. Programa de Mestrado em Comunicação. Universidade Municipal de São Caetano do Sul, USCS. São Caetano do Sul, 2011.

BRASIL. Lei 8.159, de 08 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 09 jan. 1991.

CASTELLS, M. Internet e sociedade em rede. In: MORAES, Denis de (Org.). Por uma outra comunicação: mídia, mundialização cultural e poder. Rio de Janeiro: Record, 2003. p. 255-287.

DÂMASO, Lívia. A História do Orkut, 2016. Disponível em: < http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2014/07/historia-do-orkut.html >. Acesso em: 19 dez. 2016.

DAQUINO, Fernando. A história das redes sociais: como tudo começou. 2012. Disponível em:

< https://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/33036-a-historia-das-redes-sociais-como-tudo-comecou.htm >. Acesso em: 05 ago. 2017.

FILIPPI, Patrícia de; LIMA. Solange Ferraz de; CARVALHO, Vânia Carneiro de. Como tratar coleções de fotografias. 2002.

FREUND, Gisele. La Fotografía como Documento Social. Barcelona: Editorial Gustavo Gill, 1976.

KOSSOY, Borris. Realidades e Ficções na Trama Fotográfica. São Paulo: Ateliê Editorial, 1999.

LACERDA, Aline Lopes de. A fotografia nos arquivos: produção e sentido de documentos visuais. História, Ciências, Saúde-Manguinhos. Rio de Janeiro, v.19, n.1. jan./mar. 2012.

MARCONDES, Andressa Soraya Paganella. A Fotografia como Registro do Real nos Sites de Redes Sociais. 64 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

MARQUES, Rodrigo. Como guardar fotos na internet com segurança. Disponível em: < https://www.clubedafotografia.com/dicas-de-fotografia/304-como-guardar-fotos-na-internet-com-seguranca >. Acesso em: 19 dez. 2016.

MATTELART, A., MATTELART, M. História das teorias da comunicação. São Paulo: Loyola, 2000.

MAUAD, Ana Maria. Sob o Signo da Imagem: A Produção da Fotografia e o Controle dos Códigos de representação Social da Classe Dominante, no Rio de Janeiro, na Primeira Metade do Século XX. (Tese) apresentada ao curso de Mestrado em História da Universidade Federal Fluminense. Niterói – RJ – nov. 1990. Disponível em: < http://www.labhoi.uff.br/sites/default/files/dssam.pdf >. Acesso em: 20 dez. 2016.

MESQUITA, Fabíola de. Álbuns fotográficos na internet: Apropriações das redes sociais e reconfigurações da memória pessoal. Artigo parte da dissertação de mestrado na linha de pesquisa estratégias midiáticas e práticas comunicacionais do Mestrado e Doutorado em Comunicação e Linguagens. Trabalho apresentado no GT de historiografia da mídia, integrante do VIII Encontro Nacional de História da Mídia, 2011.

NOVELLINO, Marcia Olivé. Fotografias em livro didático de inglês como língua estrangeira: análise de suas funções e significados. 2007, 203 f. (Dissertação Mestrado) – Pós-Graduação em Letras -Departamento de Letras, Rio de Janeiro: PUC, 2007.

RECUERO, Raquel. Redes sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

RONDINELLI, Rosely. C. Fidedignidade e autenticidade do documento eletrônico: uma abordagem arquivística. INTEGRAR – Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus. Anais. São Paulo: Imprensa Oficial, 2002. p. 471-483.

SONTAG, Susan. Sobre Fotografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

ZAMBON, Michele; LOPES, Dirce Vasconcelos. A fotografia como modo de representação da identidade: Dos cartões de visita de Disdéri ao ciberespaço. Discursos Fotográficos, Londrina, v. 3, n. 3, 2007.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 ÁGORA ISSN 0103-3557

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia