Guarda e preservação da memória de uma cultura escolar

Tânia Regina da Rocha Unglaub, Gisela Eggert Steindel, Sandra Corrêa Maria de Souza

Resumo


O artigo apresenta resultados do projeto de extensão Ecos de Memória desenvolvido por estudantes, professores da Universidade do Estado de Santa Catarina e comunidade da Escola Estadual Básica Jerônimo Coelho (EEBJC) em um esforço na construção e preservação da memória escolar dessa instituição centenária da cidade de Laguna (SC). As fontes deste trabalho foram “achados” de álbuns fotográficos, quadros de formatura e quadros de diretores produzidos entre os anos de 1918 a 1999. Essa escola básica integra os sete primeiros Grupos Escolares implantados entre (1911 e 1918) pelo movimento de modernização do ensino catarinense. Esses documentos apresentam rastros da memória de uma cultura escolar que faz parte da história da educação catarinense. Os pressupostos de Milevski (1997) e a perspectiva metodológica de pesquisa ação de Thiollent (2011) balizaram o desenvolvimento do trabalho. Os envolvidos na ação extensionista participaram ativamente do processo de conservação, preservação e restauração desse acervo, com orientação de especialistas da área.  Houve a higienização de 11 álbuns fotográficos, confecção de caixas e envelopes para armazenar adequadamente essas fontes de pesquisa e memória, reverberando na interação entre Universidade, escola e comunidade em busca da construção da memória e preservação desse acervo escolar, que é um patrimônio cultural.


Palavras-chave


Memória; Patrimônio cultural; Santa Catarina; Cultura escolar – Preservação

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABAJA, Rachel Duarte. A fotografia como fonte para a História da Educação: dimensões, possibilidades e obstáculos dos arquivos escolares. Revista Educação e Cidadania, v. 12, p. 31-46, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundação CAPES. (Pibid) Programa Institucional de Bolsa à Docência. Brasília, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2016.

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano. 22 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2014.

CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. 2 ed. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2006.

LE GOFF, Jaques. História e Memória. 8 ed. Campinas: UNICAMP, 2016.

MILEVSKI, Robert. J. Manual de pequenos reparos em livros. Rio de Janeiro: Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos: Arquivo Nacional, 1997.

TEIXEIRA, Lia Canola; GHIZONI, Vanilde Rohling. Conservação preventiva de acervos. Florianópolis: FCC Edições, 2012. 79 p. Coleção Estudos Museológicos, v. 1. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2018.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da Pesquisa-ação. 18. ed. São Paulo: Editora Cortêz, 2011.

UNGLAUB, Tânia Regina da Rocha. Contribuições do professor Areão para a construção de sensibilidades nacionalistas através do canto orfeônico. In: GHIZONI, Gladys Mary (Org.). Professor Areão: experiências de um bandeirante paulista do ensino em Santa Catarina (1912-1950). Florianópolis: Insular, 2014.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA (UDESC). Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade. Atribuições [...]. Florianópolis, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2016.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 ÁGORA: Revista do Curso de Arquivologia da UFSC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia