Gestão arquivística de documentos: o caso da editora da UFSC

Heloisa Costa, Iago Godoy, Gleisy Regina Bóries Fachin

Resumo


Aborda a implementação do processo de gestão arquivística de documentos na Editora da Universidade Federal de Santa Catarina. Descreve a aplicação prática das etapas de gestão de documentos em um estudo de caso. Apresenta como procedimentos metodológicos a pesquisa exploratória e descritiva, pesquisa aplicada com elementos de estudo de caso e pesquisa bibliográfica e documental. Adota a metodologia arquivística na implementação do processo de gestão de documentos e se baseou nas funções arquivísticas de: criação/produção, classificação, avaliação, descrição, aquisição, difusão e preservação, contidas nas três fases básicas de gestão de documentos: a produção, a utilização e conservação, e, a destinação final. Como resultados são descritos e exemplificados os processos de gestão de documentos realizados em cada etapa. Conclui-se que a gestão arquivística de documentos em meio convencional foi eficiente, pois possibilitou o conhecimento sobre as funções, atividades e documentos da Editora, permitindo que fossem selecionados e tratados os documentos que necessitavam de guarda, bem como proceder à eliminação segura de documentos que haviam cumprido seu prazo de vida. Deixa-se como sugestão a continuidade do processo, com elaboração de fluxogramas de todas as atividades e a aplicação nos documentos em meio digital.


Palavras-chave


Gestão Arquivística de documentos - Editora; Organização de documentos - Editora; Plano de classificação - Editora; Tabela de Temporalidade

Texto completo:

DOC PDF

Referências


ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Conselho Nacional de Arquivos. Classificação, temporalidade e destinação de documentos de arquivo relativos às atividades-meio da administração pública. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001. Disponível em: http://www.siga.arquivonacional.gov.br/images/publicacoes/cctt_meio.pdf. Acesso em: 20 maio 2019.

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Dicionário brasileiro de terminologia arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005. (Publicações Técnicas nº 51). ISBN 85-7009-075-7. Disponível em: http://www.arquivonacional.gov.br/images/pdf/Dicion_Term_Arquiv.pdf. Acesso em: 20 maio 2019.

ARQUIVO NACIONAL. Ministério da Justiça. Manual: roteiro para mensuração de documentos textuais. 2012. Disponível em: http://www.siga.arquivonacional.gov.br/images/mensuracao_instrumentos_tecnicos/manual_mensura%C3%A7%C3%A3o%20_Vers%C3%A3o%20Minist%C3%A9rio%20da%20Justi%C3%A7a.pdf. Acesso em: 20 maio 2019.

BELLOTTO, H. L. Como fazer análise diplomática e análise tipológica de documento de arquivo. São Paulo: Arquivo do Estado, Imprensa Oficial, 2002. (Projeto Como Fazer, v. 8).

BRASIL. Conselho Nacional de Arquivos. Resolução nº 40, de 9 de dezembro de 2014. Dispõe sobre os procedimentos para a eliminação de documentos no âmbito dos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR. Disponível em: http://conarq.arquivonacional.gov.br/resolucoes-do-conarq/282-resolucao-n-40,-de-9-de-dezembro-de-2014.html. Acesso em: 15 abr. 2019.

BRASIL. Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8159.htm. Acesso em: 20 abr. 2019.

COUTURE, C. et al. Les fonctions de l'archivistique contemporaine. SainteFoy (Québec) Canada: Presses de L'Université di Québec, 2005.

EDITORA DA UFSC. Histórico. 2019. Disponível em: http://editora.ufsc.br/. Acesso em: 20 abr. 2019.

EDITORA DA UFSC. Manual de rotinas e procedimentos operacionais: versão 1. 2019. Florianópolis: EdUFSC, 2019.

EVANS, F. B.; HIMLY, F. J.; MÜNCHEN, P. W. Dictionary of archival terminologya english and french; with equivalents in dutch, german, italian, russiaan and Spanish. New York; London; Paris: Janv., 1984. 226 p. (ICA Handbooks series; v. 3)

JARDIM, J. M. A face oculta do Leviatã: gestão da informação e transparência administrativa. Enap: Revista do Serviço Público, Brasília, v. 59, n. 1, p. 81-92, jan./mar. 2008. DOI https://doi.org/10.21874/rsp.v59i1. Disponível em: https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/141. Acesso em: 15 abr. 2019.

JARDIM, J. M. O conceito e a prática da gestão de documentos. Acervo, Rio de Janeiro, v.2, n. 2, p. 35-42, 1987. Disponível em: http://www.arquivonacional.gov.br/media/v.2,n.2,jul.dez.1987.pdf. Acesso em: 10 abr. 2019.

LOPES, L. C. A nova arquivística na modernização administrativa. Brasília: Projecto Editorial, 2009.

LOPES, L. C. Arquivos e a organização da gestão documental. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, v. 9, p. 113-122, 2004. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/412/523. Acesso em: 12 abr. 2019.

PAES, M. L. Arquivo: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Ed. FGV, 2004.

RODRIGUES, A. C. Diplomática contemporânea como fundamento metodológico da identificação de tipologia documental em arquivos. 2008. 258f. Tese (Doutorado)−Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2008.

RODRIGUES, A. C. Tipologia documental como parâmetro para gestão de documentos de arquivo: um manual para o Município de Campo Belo (MG). 2002. 780f. Dissertação (Mestrado)− Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2002.

ROUSSEAU, J-Y.; COUTURE, C. Les archives au XXe siècle: une réponse aux besoins de l’administration et de la recherche. Montréal: Université de Montréal, Secrétariat général et Service des archives, 1982.

ROUSSEAU, J-Y.; COUTURE, C. Os fundamentos da disciplina arquivística. Portugal, Lisboa: Dom Quixote, 1998.

SCHELLENBERG, T. R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2002.

SPINELLI, J.; BRANDÃO, E.; FRANÇA, C. Manual técnico de preservação e conservação. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 2011. Disponível em: https://folivm.files.wordpress.com/2011/04/manual-an-bn-cnj-2011-c3baltima-versc3a3o-2p-folha.pdf. Acesso em: 12 abr. 2019.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 ÁGORA: Arquivologia em debate

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia