O uso das tecnologias da informação e comunicação e o acesso a documentos no Arquivo Público Mineiro

André Luiz Ogando Pereira, Marta Macedo Kerr Pinheiro

Resumo


Com o avanço das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), especialmente a partir de 1990, observou-se progressivamente a adoção de suas ferramentas por diferentes instituições, como os arquivos. Além de hardwares, as TIC passaram a disponibilizar softwares e redes de dados voltadas à disponibilização da informação. Exemplo de Instituição que adotou as TIC foi Arquivo Público Mineiro (APM), fundado em 1895 e localizado na cidade de Belo Horizonte. A pesquisa se guiou pela questão: qual o efeito promovido pelo uso das TIC, a partir de 1990, no acesso a documentos do APM? Dessa forma, o objetivo geral foi verificar o efeito do uso das tecnologias, a partir de 1990, na ampliação e diversificação do acesso a documentos do APM. A pesquisa foi tipicamente descritiva e qualitativa e, para sua realização, foram coletados dados por meio de pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e entrevistas. Como resultados, constatou-se que as principais ferramentas adotadas foram a digitalização, em 1999, e o Sistema Integrado de Acesso do Arquivo Público Mineiro (SIAAPM), em 2007. Além de contribuir com a preservação do acervo, essas ferramentas permitiram não apenas o aumento do número de acessos aos documentos da Instituição, como também contribuíram com a diversificação do público atendido.


Palavras-chave


Acesso à Informação; Arquivos Públicos; Tecnologias da Informação e Comunicação

Texto completo:

DOC PDF

Referências


ANDRADE, Camila Cardoso de; CARDOSO, Ana Maria Pereira. O acesso à informação pública no Brasil: a Lei 12.527/2011 e as práticas sociais. In: MOURA, Maria Aparecida (Org.). A construção social do acesso público à informação no Brasil: contexto, historicidade e repercussões. Belo Horizonte: UFMG, 2014. p.107-125.

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Dicionário brasileiro de terminologia arquivística. Rio de Janeiro, 2005. 232p. Publicações Técnicas; nº 51.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivos Permanentes: Tratamento documental. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. 320. p.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988.

BRASIL. Lei nº 8.159, de 08 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 09 jan. 1991.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do artigo 5º, no inciso II do & 3º do art. 37 e no & 2º do art.216 da Constituição Federal; altera a Lei n.8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a lei n.11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei n. 8.159,de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 19 nov. 2011.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. Tradução: Rosineide Venâncio Majer, 9ª ed., São Paulo, Paz e Terra, 2005.

COSTA, Luanda Araripe Lustosa da. As tecnologias digitais em práticas de ensino e de aprendizagem - cultivando nativos digitais na escola pública do século XXI. 104 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Políticas Públicas e Sociedade). Universidade Estadual do Ceará, 2016.

MINAS GERAIS. Lei nº 19.420, de 11 de janeiro de 2011. Estabelece a política estadual de arquivos. Minas Gerais, Belo Horizonte, 12 jan.2011.

PAES, Marilena Leite. Arquivo: teoria e prática. 3. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2004. 228 p.

SANTANA, Emerson Nogueira. Acesso livre à informação pública. Revista do Arquivo Público Mineiro, v.46, n.1, p.130, janeiro/junho, 2010.

VALLE JÚNIOR, Eduardo Alves do. Sistemas de Informação Multimídia na Preservação de Acervos Permanentes. 128 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação). Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2003.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 ÁGORA: Arquivologia em debate

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia