Perfil e competências dos profissionais de informação e suas necessidades de formação: cenário nos PALOP

Fernanda Maria Melo Alves, Adriana Rosecler Alcará

Resumo


O contexto informacional tem se alterado rapidamente e os profissionais de informação devem adquirir novas competências para acompanhar os novos tempos. O objetivo deste artigo é analisar o perfil e as necessidades de formação dos profissionais de informação dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), através do contexto informacional africano e, em especial, dos PALOP, a partir de dados do Relatório de Desenvolvimento Humano (2013), índice de desenvolvimento humano (IDH), economia, educação, energia elétrica, comunicação e tecnologias; da formação formal e não-formal em Ciência de Informação nos países lusófonos, PALOP, Brasil e Portugal; dos modelos de competências em informação em contexto universitário e dos dados dos profissionais de informação sobre competências e necessidades de formação. Apresentam-se resultados parciais que demonstram limitações e barreiras ao desempenho dos profissionais de informação, principalmente a insuficiência de formação e o uso das tecnologias

Palavras-chave


PALOP; Países lusófonos; Competência em informação; Formação profissional

Texto completo:

PDF/A

Referências


ASSOCIATION OF COLLEGE & RESEARCH LIBRARIES (ACRL). Information Literacy Competency Standards for Higher Education. 2000. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2014.

ASSOCIAÇÃO DAS UNIVERSIDADES DE LINGUA PORTUGUESA (AULP). Membros. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

BARO, E.; KEBOH, T. Teaching and Fostering Information Literacy Programmes: A Survey of Five University Libraries in Africa, Journal of Academic Librarianship, v. 38, n. 5, p311, 2012. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA (CPLP). Organização. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

COORDENAÇAO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUPERIOR (CAPES). Relação de cursos recomendados e reconhecidos. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

CRUE/REBIUN. Manual para la formación en competencias informáticas e informacionales (CI2). 2013. Disponível em: . Acesso em: 24 abr. 2014.

DELEGAÇÃO DA UNIAO EUROPEIA NA REPÚBLICA POPULAR DE MOÇAMBIQUE. PALOP e Timor Leste: cooperação com os países lusófonos. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

ELECTRONIC INFORMATION FOR LIBRARIES (EIFL) Perceptions of the public libraries in Africa, 2011, p.8. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E ARTES. UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

ESCOLA SUPERIOR JORNALISMO. MOÇAMBIQUE. Cursos. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

GONZÁLEZ TERUEL, A. Los estudios de necesidades y usos de la información: fundamentos y perspectivas actuales. Gijón: Ediciones Trea, 2005.

INSTITUTO MÉDIO DE CIÊNCIAS DOCUMENTAIS. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

INFORMATION TRAINING AND OUTREACH CENTRE FOR AFRICA (ITS/ITOCA) 2010. Strenghtening Information Literacy interventions. 2010. . Acesso em: 14 jul. 2014.

ISSAK, A. M. Associações de bibliotecários e profissionais de informação nos PALOP. Porquê e para quê? Mesa redonda sobre o papel das Associações de Bibliotecários e Profissionais da Informação na valorização e desenvolvimento da profissão. Luanda, 12 de Fevereiro de 2009. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

KUHLTHAU, C. Information Search Process (1985–2008). Last Updated October 2013. Disponível em: . Acesso em: 28 abr. 2014.

LAU, J. Guidelines on information literacy for lifelong learning. 2006. Disponível em:. Acesso em: 14 jul. 2014.

MELO ALVES, F. M. Articulação e complementaridade das políticas da língua portuguesa, de cooperação e de informação nos países lusófonos: guia metodológico para a implantação da Biblioteca Digital Lusófona (BDL). Tesis Doctoral (Doutorado em Documentación: Biblioteca e Arquivos Digitais) - Universidad Carlos III de Madrid, Departamento de Biblioteconomía y Documentación, 2007. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

MELO ALVES, F. M. Literacia da informação e bibliotecas no contexto universitário africano: competências para o desenvolvimento e a equidade. Revista do Centro de Investigação sobre Ética Aplicada, n 1, Junho, 2012.Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

OCHOLLA, D.; BOTHMA, T. Trends, challenges and Opportunities for LIS Education and Training in Eastern and Southern Africa. New Library World, v. 108, n. 1/2, p. 55-78, 2007. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Direção Geral do Ensino Superior. Índice de cursos. Disponível em:< http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Estudantes/Acesso/Genericos/IndicedeCursos/>. Acesso em: 14 jul. 2014.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). Relatório do Desenvolvimento Humano, 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

SOCIETY OF COLLEGE, NATIONAL AND UNIVERSITY LIBRARIES (SCONUL). Information skills in higher education: a SCONUL position paper. 1999. Disponível em: . Acesso em: 28 abr. 2014.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). The Alexandria Proclamation on Information Literacy and Lifelong Learning, 2005. Disponível em . Acesso em: 14 jul. 2014.

UNIVERSIDADE DE CABO VERDE. Oferta formativa. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.

WOLSKE, M. LIS Education Q&A with Martin Wolske, 2011 LJ Teaching Award Winner, 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2014.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia