Aplicabilidade da Lei de Acesso à Informação na gestão pública: uma discussão teórica acerca dos desafios e perspectivas para a arquivística moderna

Deiverson Pereira, Jorge Santa Anna

Resumo


Com o advento da Lei n. 12.527, de 18 de novembro de 2011, que regula o acesso a informações, previsto no inciso XXXIII do art. 5., no inciso II do § 3. do art. 37 e no § 2. do art. 216 da Constituição Federal, a Administração Pública deve disponibilizar ao cidadão comum toda e qualquer informação que não seja restrita por lei. Após o surgimento dessa lei, conhecida como Lei de Acesso à Informação (LAI), as demandas de acesso à informação tiveram maior visibilidade pelos usuários, tornando-os mais exigentes em suas solicitações, consequentemente, cobrando do serviço público um atendimento mais completo e de acordo com a legislação, que, por outro lado, teve que aprimorar a qualidade dos seus serviços, atendendo aos preceitos legais, garantindo direitos fundamentais aos cidadãos, de modo a viabilizar o acesso e acessibilidade às informações públicas com maior transparência e rapidez. Assim, reflete acerca da aplicabilidade dessa lei no âmbito da gestão pública, demonstrando os desafios e perspectivas para o arquivista. Através de pesquisa bibliográfica, discute a relação existente entre informação e cidadania; contextualiza o surgimento e propostas da LAI; e, apresenta a interferência do arquivista na aplicabilidade dessa lei. Conclui-se que a LAI apresenta propostas efetivas, haja vista transparecer as ações do Estado, viabilizando, os princípios que regem a cidadania e o Estado Democrático. No entanto, para que essa lei atinja seus objetivos, é preciso que haja participação do arquivista no gerenciamento e na disponibilização informacional, visando o efetivo acesso e uso por parte dos cidadãos. 


Palavras-chave


Cidadania; Informação; Administração Pública; Acesso à informação; Arquivista;

Texto completo:

PDF/A

Referências


ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Arquivologia, Biblioteconomia, Museologia e Ciência da Informação: o diálogo possível. Brasília: Briquet de Lemos, 2014.

BARROS, Bruno Mello Correia de; PEREIRA, Marília do Nascimento. O direito fundamental à informação: do paradigma da cidadania à consolidação democrática. In: SEMINÀRIO INTERNACIONAL DE DEMANDAS SOCIAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. 2015. Disponível em: . Acesso em: 4 jun. 2015.

BATISTA, C. L. Informação pública: entre o acesso e a apropriação social. 2010. 202f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

BELLOTTO, Heloisa Liberalli, As fronteiras da documentação. In: CASTILHO, Ataliba Teixeira de. A sistematização de arquivos públicos. Campinhas: UNICAMP, 1991.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Disponível em: . Acesso em: 4 jun. 2015.

BRASIL. Lei n. 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5.... Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03 /_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm>. Acesso em: 2 jun. 2015.

FERREIRA, Rubens da Silva. A sociedade da informação no Brasil: um ensaio sobre os desafios do Estado. Ci. Inf., Brasília, v. 32, n. 1, jan./ ago. 2003. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-19652003000100004. Acesso em: 4 jun. 2015.

FÍGARO, Roseli. Informação, um bem público, direito do cidadão! Comunicação e educação, ano 6, n. 3, set./dez. 2000. Disponível em: . Acesso em: 4 jun. 2015.

GOVERNO FEDERAL. Acesso à informação. Disponível em: < http://www.acessoainform acao.gov.br/menu-de-apoio/entenda-a-lai>. Acesso em: 4 jun. 2015.

GUIMARÃES, José Augusto Chaves. Moderno profissional da informação: elementos para sua formação no Brasil. Transinformação, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 124-137, 1997.

JARDIM, José Maria. A implantação da lei de acesso à informação pública e a gestão da informação arquivística governamental. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v.9, n.2, p. 383-405, novembro 2013. Disponível em: . Acesso em: 4 jun. 2015.

LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO: Cartilha de orientação ao cidadão. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2012.

LOPES, Luiz Carlos. A nova Arquivística na Modernidade. Brasília: Projecto Editorial, 2009.

MASON, R. O. What is an information professional? Journal of education for library and information science, v. 31, n. 2, p. 122-138, 1990

MAQUIAVEL. O Príncipe. Porto Alegre/São Paulo: L&PM, 1998.

MEDEIROS, Simone Assis Medeiros; MAGALHÃES, Roberto Magalhães; PEREIRA, José Roberto. Lei de acesso à informação: em busca da transparência e do combate à corrupção. Inf. Inf., Londrina, v. 19, n. 1, p. 55-75, jan./abr. 2014. Disponível em: . Acesso em: 4 jun. 2015.

RIBEIRO, Manuela Maia. Lei de acesso à informação pública: um guia prático para políticos, autoridades e funcionários da Administração Pública. 2015. Disponível em: < http://artigo19.org/wp-content/uploads/2013/04/LEI_DE_ACESSO_%C3%80_INFORMA %C3%87%C3%83O_P%C3%9ABLICA.pdf>. Acesso em: 4 jun. 2015.

ROCHA, Marisa Perrone. A questão cidadania na sociedade da informação. Ci. Inf., Brasília, v. 29, n. 1, p. 40-45, jan./abr. 2000. Disponível em: . Aceso em: 4 jun. 2015.

ROCHA, Isadora Martins Marques da; KONRAD, Glaucia Vieira Ramos. A conduta do arquivista frente à lei de acesso à informação. Informação Arquivística, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 103-123, jul./dez., 2013. Disponível em: . Acesso em: 4 jun. 2015.

ROCHA, Sônia. et al. O impacto da “Lei de Acesso” sob a ótica arquivística no âmbito da UNIRIO. 2015. Disponível em: < http://www.unirio.br/arqcent/publicacoes/textos/o-impacto-da-lei-de-acesso-sob-a-otica-arquivistica-no-ambito-da-unirio>. Acesso em: 5 jun. 2015.

SADALLA, Eduardo. O acesso à informação pública como direito fundamental à cidadania. Âmbito Jurídico, Rio Grande, v. 7, n. 6, ago. 2009. Disponível em: . Acesso em: 4 jun 2015.

SANTOS, Paula Xavier dos. A dimensão política da Disseminação da Informação através do

uso intensivo das tecnologias de Informação e Comunicação uma alternativa à noção de Impacto Tecnológico. DataGramaZero. v.5 n.4 ago/2004. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2014.

SFREDDO, Josiane Ayres; FLORES, Daniel.Segurança da informação arquivística: o controle de acesso em arquivos públicos estaduais. Perspect. ciênc. Inf., Belo Horizonte, v. 17, n. 2, p. 158-178, 2012. Disponível em: . Acesso em: 5 jun. 2015.

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. São Paulo: Malheiros, 2007.

SILVA, Rosane Leal da; HOCH, Patrícia Adriani; SANTOS, Noemi de Freitas. A lei de acesso à informação pública e o dever de transparência passiva do Estado: uma análise do Serviço de Informações ao Cidadão (SIC) de sites públicos. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO E CONTEMPORANEIDADE, 2., Anais Eletrônicos, Santa Maria, 2013. Santa Maria, UFSA, 2013. Disponível em: < http://coral.ufsm.br/congressodireito/anais/2013/2-3.pdf>. Acesso em: 4 jun. 2015.

SMIT, Johanna W. O profissional da informação e sua relação com as áreas de Biblioteconomia/Documentação, Arquivologia e Museologia. In: VALENTIM, Marta Lígia (Org.). Profissionais da informação: formação, perfi l e atuação profissional. São Paulo: Polis, 2000. p. 119-134.

TAVEIRA, Adriana do Val Alves. Democracia e Cidadania no Contexto Atual. R. Fac. Dir. UFG, v. 33, n. 1, p. 129-138, jan. / jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 4 jun. 2015.

TOGNOLI, Natália. A informação no contexto arquivístico: uma discussão a partir dos conceitos de informação-como-coisa e informação orgânica. Informação Arquivística, Rio de Janeiro, RJ, v. 1, n. 1, p. 113-122, jul./dez., 2012. Disponível em: < http://www.aaerj.org.br/ojs/index.php/informacaoarquivistica/article/view/8/7>. Acesso em: 4 jun. 2015.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 ÁGORA ISSN 0103-3557



ÁGORA: Arquivologia em debate
Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 0103-3557, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Licença Creative Commons Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional. Apoio técnico de Lepidus Tecnologia